menu
publicidade
publicidade

Cinefilia

Este é o espaço de um jornalista que ama cinema, fala sobre a sétima arte, elogia e critica filmes e especula sobre tudo o que envolve essa forma de contar histórias. Sem preconceito. Cinéfilos, uni-vos e vamos debater

Nos veremos outra vez…

notyet

Djimon Hounsou em Gladiador

Foi citando Closer – Perto Demais que comecei os trabalhos do Blog Cinefilia aqui no Correio On Line, a versão web do mais antigo jornal de Uberlândia. Eu dizia “Olá, estranho” em um ambiente para o qual criava conteúdo jornalístico há mais de quatro anos. Naquele 26 de novembro de 2015, fazia o primeiro post da parceria articulada a partir o convite de Ricardo Ballarine. Agora me despeço.

A decisão de fechar o CORREIO de Uberlândia partiu das cabeças do Grupo Algar, proprietário do periódico, e leva junto a versão do veículo na internet. A partir de janeiro, o site não será mais atualizado e o jornal não circulará. Nessa, eu não só perdi esse espaço como ainda deixarei as atividades de repórter que exercia desde março de 2011. Segue o jogo.

Em pouco mais de um ano, enquanto o Blog Cinefilia esteve por aqui, 45 filmes ganharam críticas – além de alguns que simplesmente não tive tempo para escrever sobre – e outras dezenas foram comentados por mim. Tive a chance de falar de Cinema como algo que me marcou, recomendar filmes, zoar filmes, cobrir (de longe, bem longe) uma entrega do Oscar, criar um TOP 100 só meu, falar da produção local e brincar com esse mundo que tomou minha vida como uma verdadeira paixão há muitos anos.

Como já disse em outros posts, o blog surgiu em janeiro de 2007 em uma tarde displicente de estágio. Essa é terceira fase de algo que nunca me rendeu R$ 1 sequer, por falta de tempo ou jeito para negócios. Mas com ele eu consegui atingir muita gente e mostrar que falo sério quando falo sobre Cinema. Tenho um imenso prazer em escrever e conversar a respeito e, ainda que soe romântico, é maior mesmo que o pagamento que nunca tive.

Ainda não sei qual o rumo que o Cinefilia vai tomar por enquanto. Mas sendo bem prático, vou me dedicar mais à fan page no Facebook. Aliás, você conhece? Basta clicar aqui e curtir a página. Lá, inclusive, farei as listas de 2016 de melhores e piores (Sério, me ajude aí!). Uma coisa é certa: iniciado o ano de 2017, as primeiras críticas também serão publicadas por lá até que o Cinefilia tome um norte. Trabalho com o que tenho. Inclusive, você pode acompanhar o perfil do Twitter do Blog Cinefilia.

O novo Blog Cinefilia já era. Mas tem mais coisa por vir. De verdade.

Correio de Uberlândia, por ambas experiências, blog e reportagem: até mais e obrigado pelos peixes.

Parafraseio ainda Gladiador, um dos grandes filmes do limiar dos séculos XX e XXI:
Nos veremos outra vez, mas ainda não… Ainda não.

(Plano geral – Coliseu, câmera sobe, plano geral – Roma, fade out – “Now we are free”)cinefilia_rodape

Comentários

2 Responses to “Nos veremos outra vez…”

  1. Acompanho esse projeto desde os tempos do antigo blog. Sempre apreciei bastante suas críticas. Elaboradas com esmero, mas sem afetação. Técnicas, mas sem ficar maçantes para os olhos dos leigos. Um trabalho honesto feito por quem quer compartilhar sua paixão e conhecimento sobre o cinema. Talvez aí esteja a fórmula de sucesso para um projeto que completará uma década: uma visão técnica, mas sem esconder o amor pelo cinema que inspira o crítico a escrever.
    Tenho plena convicção que o Cinefilia seguirá firme e forte. Se há algo que aprendemos com a indústria do cinema é que ideias boas não morrem, não ficam ultrapassadas. Então, sendo fã cativo, aguardarei o reboot do Cinefilia e por hora direi até breve.

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.