Cidade e Região

Notícias de interesse geral de Uberlândia e região.

26/04/2011 8:31

Trabalhadores de empresa de ônibus fazem paralisação

Pontos do bairro Morumbi ficaram cheios de passageiros

Cerca de 70% da frota de ônibus da empresa São Miguel, o que corresponde a 91 veículos, não circularam na manhã de hoje, segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Uberlândia e Região (Sindttrans), em função da paralisação dos motoristas e cobradores do transporte coletivo. Já a São Miguel informou que apenas 30% dos 130 veículos ficaram parados. As empresas Sorriso de Minas, com 133 veículos e Turilessa, com 131 não aderiram ao movimento.

Os trabalhadores reivindicam melhoria de relacionamento entre empregador e empregado, reajuste salarial real de 15% mais 6,36% com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), aumento do valor do tícket alimentação de R$ 159 para R$ 264, melhoria da cesta básica e garantia das coberturas atuais dos planos de saúde e de odontologia, além de jornada de trabalho de sete horas com intervalo de 20 minutos ou dupla pegada que é a carga horária de seis horas e intervalo de duas a três horas e folgas aos domingos e feriados.

De acordo com o presidente do Sindttrans, Célio Moreira, a adesão dos funcionários da São Miguel foi marcante porque empresa não cumpriu o acordo estabelecido na convenção coletiva do ano passado. “Ao invés de sete horas sem acréscimo de hora extra, alguns funcionários chegam a trabalhar 12 horas com intervalo de uma. Isso porque há quatro meses houve uma decisão judicial que abriu a possibilidade de a empresa aplicar as determinações da Consolidação das Leis de Trabalho (CLT), o que é mais conveniente”. Um motorista que não quis ser identificado confirmou praticar a carga horária com folga de 5 por 1.

O gerente geral da São Miguel, Miguel Soares, disse que a empresa está disposta a estabelecer tentativas de negociação, porém, adiantou que será difícil atender às exigências dos grevistas. Segundo Soares, o reajuste de 6,36% com base no INPC foi incorporado ao salário e está sendo pago desde março. “Não temos condições de oferecer mais do que isso”.

O gerente da empresa informou ainda que o pedido de reajuste do ticket alimentação é linear e segue o aumento estipulado no INPC. Sobre a garantia dos planos de saúde e odontologia e a jornada de trabalho  ele informou que ficou acordado na convenção de 2010 que, neste ano, apenas seriam tratadas as cláusulas financeiras, mas garantiu que a empresa segue a determinação da justiça. 

Onze bairros são prejudicados

Pelos menos 11 bairros de Uberlândia tiveram o transporte coletivo prejudicado na manhã de hoje por causa da greve dos motoristas e cobradores de ônibus da empresa São Miguel (Jd Brasília, Maravilha, São José, Marta Helena, Custódio Pereira, Morumbi, Luizote, Pacaembu, Cruzeiro do Sul, Umuarama e Roosevelt), segundo o Sindicato dos Trabalhadores em Transportes Rodoviários de Uberlândia e Região (Sindttrans). No Morumbi, zona leste, os pontos estavam cheios. A equipe de reportagem do Jornal CORREIO flagrou uma van com usuários do transporte coletivo que deixava o ponto na avenida Santos Reis.

A operadora de caixa Helena Melo de Souza, chegou por volta das 5h50 e só conseguiu embarcar às 7h55 em um ônibus praticamente lotado. Por volta das 8h30 outro ônibus vazio passou pelo local, mas muitos passageiros preferiram não embarcar. Eles justificaram que podia não ter ônibus para trazê-los de volta para casa no final do dia. No bairro Custódio Pereira, a paralisação causou indignação. “É injusto para quem depende desse meio de transporte”, disse a vendedora Fabiana Souza.

Ônibus são apedrejados

De acordo com o gerente geral da São Miguel, Miguel Soares, dois ônibus de transporte coletivo da empresa foram apedrejados na manhã de hoje por manifestantes do movimento grevista do transporte coletivo de Uberlândia. A ação seria uma represália aos funcionários que não aderiram à greve. Um dos veículos ficou com o pára-brisa destruído. O outro teve uma janela lateral quebrada. Soares informou que os motoristas dos dois ônibus disseram que viram quando dois homens de cima de uma moto dispararam pedras contra os veículos. “Eram pessoas ligadas ao movimento”.

No dia 12 deste mês, uma outra paralisação foi realizada pelos funcionários do transporte coletivo.

Comentários (51)

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

 

  1. Eduarda Silvia disse:26/04/11 9:20

    É um absurdo …….Até concordo que o sálario deveria aumentar $$$ mas tickt de 264,00 com cesta …….Ainda bem que brasileiro não desiste nunca , continua nesta fé que nunca mais vai roda onibus….

    Responder
    • paula disse:26/04/11 10:58

      é realmente eduarda é um absurdo ter gente hoje com o pensamento como vc. vc com certeza nao deve fazer compra nem ter filhos pq hoje 200,00 mal da para comprar as principais refeicoes. ainda mais 154,00. e vc concerteza nao deve precisar de onibus todos os dias…

      Responder
      • Eduarda Silvia disse:26/04/11 13:43

        Até compreendo seu grau de mentalidade mas recebo muito menos que um coprador e nunca dexei de trabalha pois que sai prejudicado e que precisa e não que dá .

        Responder
      • Eduarda Silvia disse:26/04/11 13:48

        Até compreendo seu grau de mentalidade mas recebo muito menos que um cobrador e nunca dexei de trabalha pois quem sai prejudicado e que precisa e não que paga .

        Responder
    • Tani disse:26/04/11 11:34

      Estou de acordo ..
      com Eduarda Silva.. eles querem d+++ mesmo >>>>>>>

      Responder
    • wasley disse:26/04/11 12:53

      Falooo MaLUkoOoOoO!!!!

      Responder
      • Tani disse:26/04/11 14:12

        É como vou pra casa …
        so tenho 2,40 rsrsr não da nem pra ir de moto taxi…

        Responder
    • Debora Vieira Cardoso disse:26/04/11 13:19

      Acredito que somente com greve que os motoristas e cobradores vao conseguir melhoras .As vezes, nao o que eles querem , mas um pouco a mais do que ja recebem .

      Responder
  2. adrianne disse:26/04/11 9:57

    E mais uma vez a população sofre com o caos do transporte público de uberlândia.

    Responder
  3. Fabricio Nunes disse:26/04/11 10:02

    Deixando bem claro que É UMA EMPRESA QUE ESTÁ EM GREVE e não diretamento pelos salários e sim pela desorganização e respeito para com os funcionários. O Sr. Miguel bem como a equipe daquela empresa tratam os funcionários como se fossem escravos.. e já não bastassem não pagam hora extra,não aceitam atestados médicos, jornada excessiva de trabalho (sem remuneração)…qq pessoa da população pode perguntar para algum funcionário que eles relatarão o que acontece…

    Responder
  4. marcos antonio disse:26/04/11 10:40

    Qual outra categoria teve este índice de 15% como reajuste + o inpc?

    Responder
  5. JULIA disse:26/04/11 10:41

    Queeee issooo…vou me profissionalizar como motorista de onibus…

    Responder
  6. kamilla disse:26/04/11 10:55

    é uma vergonha,sim eles tem todo o direito,mas e nós moradores do bairro como ficamos?precisamos dos ônibus circulando…..

    Responder
    • Cris Costa disse:26/04/11 19:35

      Caminhar faz bem…emagrece…respira ar puro…é so colocar um tênis e foninho de ouvido e manda ver…povinho q gosta de reclamar credo!!!!!E pode mandar ver em 5 km que nao mata nao!!!!rsrsrs

      Responder
  7. Su disse:26/04/11 11:04

    Quem dera se na empresa que eu trabalhasse, me beneficiasse com um ticket de R$ 159 + cesta básica. Aqui tenho que me contetar e me virar com um ticket de R$ 156,00.

    Responder
    • Eduarda Silvia disse:26/04/11 14:05

      Vamos agradecer ……….Aumentou para 160,00 vou compra o carrefour $$$$$

      Responder
      • Cris Costa disse:26/04/11 19:30

        Falar e julgar os trabalhadores desta empresa é facil…quero ver neguinho ficar um dia no lugar deles…povinho que critica a greve é sem noção…

        Responder
  8. flavia disse:26/04/11 12:29

    GENTE COMO EU VOU TRABALHAR??????AH JÁ SEI…ANDANDO.ANEM VIU.KKKK
    O Q DEVERIA SER SERIO JA FICOU FOI ENGRAÇADO

    Responder
  9. Rosana disse:26/04/11 12:39

    eu concordo plenamente com a greve somos trabalhadores e devemos ser valorizados… temos que lutar pelos nossos direitos…

    Responder
  10. HoLtY disse:26/04/11 12:52

    Tah que a situação e bem precaria mais o ki elis querem…
    Um salario de 5.000 R$ e somente umas 2 Hs trabalhadas…?

    Elis reclamam de barriga cheia tem gent que trampa mais que elis de baixo de sol quente e ganha menos e ñ reclama tanto.

    Responder
  11. David disse:26/04/11 12:55

    Meu direito e fica caladoo e o microfone pra min e tudoooooo

    Responder
  12. Eduarda Silvia disse:26/04/11 13:50

    O que deveria fazer era algo que prejuticasse a empresa e não as pessoas que depende dos onibus .

    Responder
  13. Tani disse:26/04/11 14:14

    AI como vou pra ,casa o moto taxi não aceita carterinha de passe.. rsrsr

    Responder
  14. Eduarda Silvia disse:26/04/11 14:17

    Na empresa que eu trabalho o tickt aumentou para 160,00 e o salario 5,00 pergunta se alguem entrou de greve …..Tem alguem afim de perde o incentivo????

    Responder
  15. ANA PAULA disse:26/04/11 14:19

    TODO MUNDO É TROUXA, FICA CHORANDO DE BARRIGA CHEIA, CARACAAAAAA CESTA BÁSICA É TUDO PRA MIM, ESSE BANDO DE GORDO QUE QUER VALE DEMAIS, FAZER OQ? ELES DEVEM TER UMA FROTA DE CRIANÇA EM CASA PRA ALIMENTAR COM ESSE DINHEIRO TODO, BANDO DE JACU…..

    Responder
    • Justin, Janjan disse:26/04/11 19:55

      Olha minha filha,
      vai viver a vida de um destes motoristas por UM DIA e ve o que eles passam.
      Pense bem!

      Responder
  16. Eduarda Silvia disse:26/04/11 14:21

    Do jeito que vai no final do dia os onibus não vai nem sai do terminal , o povo revoltou e se continuar sem roda vai acaba dando morte e quem vai ser apedrejado será os motorista e não os onibus .Que Deus proteja Uberlandia ….

    Responder
  17. JULIANA disse:26/04/11 14:23

    NOSSA EM QUE PLANETA VIVE ESSA EDUARDA SILVIA??

    Responder
    • paula disse:26/04/11 16:28

      é verdade tambem gostaria de sabaer mas com este cerebro é melhor nem comentar kkkkkkkkkkkkk temos que rezar para ela kkkkkkkkkkkkkkk

      Responder
    • Eduarda Silvia disse:27/04/11 8:51

      Ate as 18:00 2 onibus que foi para o Morumbi foi apedrejado e uma mulher saiu machucada …….Bem vida ao planeta terra!!!

      Responder
  18. cadu disse:26/04/11 14:37

    Os motorista e cobradores da empresa sao miguel estao cansados de sofrer, cobradores pagam assaltos motorista pagam multas de atrasos de onibus batidas sendo que a prefeitura estabelecem e concedem as empresas fazerem horarios puchados sem intervalo de descanço trabalhando um jornada de mais de 12 horas sem intervalo de almoço ou janta a greve e a unica maneira ti se conseguir alguma coisa infelismente quem sofre e a populaçao se as outras nao pararam onde esta a empresa errada heimm……porque a prefeitura sabendo que poderia haver uma greve nao tomou partido antes,cade nosso secretario de trasporte,funcionario nenhum quer greve pode ter certeza disso todos precisamos de trabalho…..

    Responder
  19. Mari disse:26/04/11 14:44

    Acho que eles deveriam arrumar outra forma de fazer greve pois dessa forma só esta prejudicando a POPULAÇÃO.E pode fazer greve o quanto quiserem aumento de 15% nem na China eles conseguem.Não gosta do que faz,do salário q ganha?? pede conta queridos.tem milhôes de brasileiros querendo trabalhar por bem menos.Melhor do que ficar empatando a vida de quem precisa do transporte coletivo.

    Responder
  20. MARIA CECILIA disse:26/04/11 15:04

    BRINCADEIRA COM A POPULAÇÃO QUE SOFRE A CADA DIA,SÓ UMA PERGUNTA ALGUMAS PERGUNTAS A FAZER: AONDE ESTÁ O MINISTÉRIO PÚBLICO?, AONDE ESTÁ O MINISTÉRIO DO TRABALHO?, A PREFEITURA E A CAMARA QUE DEFENDE O POVO?
    VÃO FAZER O QUE? SOMENTE ASSISTIR E NÃO TOMAR PROVIDÊNCIAS DE NADA E O POVO COMO FICA? NÃO É UM OU DOIS SÃO MILHARES. AJUDEM!!!!

    Responder
    • FGR disse:26/04/11 18:11

      O processo do começo ao fim é absurdo, todas as partes com sua parcelas de culpa, a empresa por trabalhar com uma pessima gestão, os empregados por exigir aumentos “abusivos” e digo “abusivos” pois nenhum outro setor recebeu uma aumento nessas proporções e por fim a prefeitura ja que a greve estava prevista e nada foi feito para ao menos amenizar essa situação, e no fim como tudo no Brasil quem paga o pato é cidadão;

      Responder
  21. Lucas disse:26/04/11 16:18

    Realmente acho que os motoristas e cobradores do transporte público devem ter seus direitos assegurados, mas acho um absurdo o ato de apedrejar um ônibus pelo fato de outros não aderirem a greve.

    Responder
    • Eduarda Silvia disse:27/04/11 9:03

      Concordo colega , os que continuou rodando dançou ….Ate cheguei a escuta que eles queriam para de circula porque estava impossível …..As pessoas que não apedrejaram os onibus xingava os motoristas e cobradores o tempo todo , concerteza e de da medo , vai que um sem noção resolve bater no motorista …….Nunca se sabe do que é capaz um ser humano para chamar a atenção .

      Responder
  22. Ezequiel disse:26/04/11 16:50

    pq nao fazer manifestaçao deixando os usuarios rodar sem pagar??? era a unica maneira de ferir as empresas sem prejudicar os trabalhadores!!! isso tudo é um absurdo!!!

    Responder
  23. Jorge Henrique disse:26/04/11 17:01

    E o consumidor onde fica nessa situação? Quem vai pensar naqueles que recebem meio salário e que correm o risco de perder o emprego porque não foi trabalhar, ou o funcionário que não tem dinheiro em espécie pra pagar qualquer outro meio de transporte pra chegar a tempo no trabalho e acaba sendo punido em razão disso; O empregador não quer saber disso, quer apenas que o cara esteja no horário estipulado pra desenvolver suas funções;
    Sou usuário do transporte público e o que mais vejo é a negligencia e imperícia por parte dos motoristas, que colocam em risco a vida dos passageiros, já presenciei diversas situações de mães com criança no colo serem praticamente jogadas pra fora, porque o motorista arrancou e o cobrador estava falando ao celular, idosos idem, sem contar a velocidade absurda, não se preocupando com as pessoas que estão dentro e fora do veiculo, trancando carros e fazendo ultrapassagens indevidas, não fazem o serviço direito e ainda querem aumento?!
    Acho que esse pessoal do transporte está muito cheio de mimos isso sim! E ainda contam com um sindicato que por trás está cheio de pessoas com interesses escusos que recebem por fora e estão andando nos seus carros do ano, enquanto os sindicalizados só ganham um churrasco em datas comemorativas, pra quem conhece a política do pão e circo para o povo, estes estão se dando bem!

    Responder
    • Eduarda Silvia disse:27/04/11 9:11

      Voce falou tudo !!!!
      E nas estações ….Ou desce rápido ou fica intalado na porta ….Não descordo que motorista e cobrado precisa de aumento pois todos nós temos contas para pagar mas está é a verdadeira realidade .

      Responder
  24. Ezequiel da OSL disse:26/04/11 17:16

    A empresa nao respeita os trabalhadores e os trabalhadores nao respeitam a populaçao!!! e agora quem poderá nos defender???????

    Responder
  25. Lu disse:26/04/11 17:21

    Todos os trabalhadores tem o direito de lutar por melhores condições de trabalho.
    Mas a população de Uberlândia merece um pouco mais de respeito por parte dos grevistas.
    Enquanto eles fazem greve, outros perder o emprego devido a greve.

    Responder
  26. @cezinn disse:26/04/11 17:26

    Isso mostra que ao contrário do que a prefeitura gosta de propagar, Uberlândia está longe de ser um modelo de transporte público de qualidade. Nunca em qualquer outra cidade a tarifa aumenta e o número de viagens das linhas diminuem. Isto é UM ABSURDO. NESTE COMEÇO DO ANO DIMINUIRAM-SE O NUMERO DE VIAGENS DAS LINHAS E A TARIFA FOI DE 2,20 PARA 2,40.
    VAMOS TODOS BUZINAR NO TWITTER DO PREFEITO CONTRA ESTA EXPLORAÇÃO.

    Responder
  27. any disse:26/04/11 18:00

    hahan virou piada né? o motorista e cobrador só sabem sentar na cadeira, e olhar para as pessoas que entram no ônibus com cara de quem comeu e não gostou, quase dormindo, e ainda vem pedir cada vez mais e mais, vão capinar na roça de baixo de um sol rachante pra ver o quanto é bom, ainda bem que agora não estou precisando de ônibus pra trabalhar, vou a pé mesmo.

    Responder
    • Eduarda Silvia disse:27/04/11 9:31

      Adorei Any ….Toda vez que entro no onibus acabo comprimentando os motoristas e desejando um bom dia , como a maioria não responde acho que vou comprimentar os cobradores para ver o resultado .

      Responder
  28. Ivete disse:26/04/11 20:52

    O meu amores estava aki Uberlandia hj e vi o tumulto mas vcs tem que compreenderem que todos os trabalhadores precisam do transporte para trabalhar então vamos parar de reclamar pq todos tem o seu direito de lutar por melhorias então vamos respeitar os outros pois sei que os que reclamam é aqueles que mais precisa do onibus para se locomover!!!

    Responder
  29. Cleide Silva disse:26/04/11 22:20

    Penso, que é justo sim os trabalhadores lutarem por suas melhorias; pois, cada empregador vê somente o seu lado,devemos perceber que se olharmos ao nosso redor, não temos somente trabalhadores desta área,sendo prejudicados, com esses abusos trabalhistas;infelizmente o funcionário só tem valor para seu empregador a partir do momento que esta gerando lucro para o mesmo.

    Responder
  30. Lucas disse:26/04/11 23:29

    Vai ter Onibus normal dia 27/04/2011?

    Responder
  31. tiago disse:27/04/11 9:55

    isso me lembra o efeito domino,se derem aumento, este será repassado ao valor da passagem,e os empresarios de outras categorias repassarão o aumento nas suas mercadorias e uberlandia terá o custo de vida mais cara. resultado irresponsavel disso,uns ganham e todos perdem

    Responder
  32. Bruna (Estudante de Direito) disse:28/04/11 12:13

    Eu até concordo que os motoristas vivem em condições precárias em seus meios de trabalho, alguns trabalham várias horas por dia. mas o que não podemos deixar de rassaltar, é que nós como usuários do meio de transporte público, tomamos as dores dos motoristas, sabemos sim que eles devem receber mais benefícios e diminuir a jornada de trabalho, mas gostaríamos de lembrar aos GRANDES que R$2,40 é um valor muito alto para trabalhadores que não tem condições de manter um veículo próprio. Então o que as empresas deveriam fazer era pensar não no bem estar de motoristas e usuários e sim pensar nas condições de tais.

    Responder
  33. Silvana disse:18/04/12 19:38

    Na falta dos ônibus vamos de Mototaxi. Se bem que se fosse regulamentado seria mais interessante. Acorda prefeitura, legaliza o mototaxi que estas empresas de ônibus não fazerão mais greve. Não entendo, em toda cidade da região que vou os mototaxis são regulares. Aquí as empresas de ônibus não deixam. MOTO TAXI NELES!!!

    Responder