Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Acidente na BR-050 deixa trânsito congestionado

Acidente interrompeu o tráfego em uma da pistas

Um acidente envolvendo uma carreta deixou o trânsito na BR-050, km 72, próximo ao Makro, parcialmente interditado na tarde desta segunda-feira (3). Quem trafegava pelo local no sentido Uberlândia, Uberaba, precisou usar a pista lateral.

De acordo com o motorista da carreta, que preferiu não ser identificado, a pista estava escorregadia e o veículo acabou deslizando e batendo na barreira new jersey que divide a pista. O veículo estava vazio no momento do acidente.

Não houve vítimas. Os bombeiros e a Polícia Rodoviária Federal (PRF) estiveram no local e adotaram medidas de segurança para que outros veículos não se envolvessem no acidente.

Também na BR-050 na alça do Viaduto Regis Bitencourt uma carreta que transportava um contêiner perdeu o controle e foi parar fora da via. De acordo com a PRF o veículo ficou em “L” na lateral da pista. O motorista nada sofreu, o veículo foi removido no fim da tarde de hoje.

Esse é o terceiro acidente na BR-050 em menos de 24h. Na noite de ontem um Fiat Uno com sete pessoas de uma mesma família foi prensado por duas carretas. A perícia da Polícia Civil (PC) aponta que, provavelmente, um dos motoristas envolvidos perdeu o controle do veículo ao aquaplanar, causando um engavetamento.

Segundo o comandante do Corpo de Bombeiros, tenente-corone, Felipe Aidar, das sete pessoas que ocupavam o veículo de passeio, quatro morreram

Comentários

12 respostas para “Acidente na BR-050 deixa trânsito congestionado”

  1. 2 acidentes graves em menos de 24 horas, exatamente no mesmo local…e brincadeira…este e atualmente o trecho mais perigoso de uberlandia…contabilizando varios acidentes ocorridos…QUE VERGONHA…NÃO FAZEM NADA A RESPEITO…

  2. O problema é que os motoristas NÃO REDUZEM A VELOCIDADE QUANDO CHOVE. Além de imprudência é pura Burrice. Na chuva além de reduzir a velocidade em pelo menos 30% deve-se redobrar a atenção.

  3. O problema não é o trecho e sim a irresponsabilidade dos motoristas. As pessoas acham que, por se tratar de pista duplicada, podem acelerar à vontade. A imprudência de quem trafega por ali, já começa aqui no viaduto Monteiro Lobato e vai até o viaduto da João Naves… Experimenta andar por ali nos horários de pico.

  4. o problema é que as pessoas não sabem dirigir na chuva, deve ser isso, e a imprudencia com certesa matou essa familia, alias estavam com 7 pessoas dentro de um carro que não é permitido.

  5. Logico que o problema é o trecho o asfalto ali é horrivel, mal feito sem contar que o trecho é fundo e acumula agua e fica parecendo quiabo.

    Lá é uma rodovia o normal é os veiculos estarem em velocidade alta. Falta é sinalização e redutores de velocidade.

  6. Já fizeram, fizeram o anel viário mas o settran não fica ali para orientar os caminhoneiros. Vários caminhões destes não deveriam estar trafegando naquele trecho. Pense nisso.

  7. Quando a lâmina d’água chega a 1 cm., o motorista vira refem do automóvel.
    O problema é a má drenagem no local, associada à inadequada qualidade do pavimento.
    A responsabilidade de todas essas mortes é dos assassinos do DNIT.

  8. As carretas passam a 130 km/h no trecho entre o trevo de saída para Araguari e a subestação de energia da Cemig próxima ao Parque do Sabiá… Enquanto não houver fiscalização, motoristas e motociclistas imprudentes farão a festa…

  9. Já passa da hora de desviar o transito de carretas e caminhões pesados para o anel viário. Estes veículos pesados cruzam o perímetro urbano pondo em risco os motoristas e passageiros de veiculos leves.

  10. Conheço uma das pessoas que estava nesse acidente do Fiat Uno, uma das sobrevivente quebrou as duas pernas os dois braços e a coluna, o bebe de 7 meses nd sofreu apenas um arranhao. É uma pena que isso td tenha acontecido, porém, o Fiat Uno não cometeu nenhuma imprudencia, o erro foi da carreta que estava atras deles que bateram e prensou eles contra outra carreta. =/

Deixe uma resposta


3 + = onze

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.