Cidade e Região

Notícias de interesse geral de Uberlândia e região.

1/12/2011 14:23

Ações celebram Dia de Combate à Aids

Na BR-365, sentido Ituiutaba, uma campanha educativa em um posto de combustíveis atende caminhoneiros e motoristas que passam pela região

Diferentes públicos foram o foco de ações de combate ao vírus HIV realizadas nesta quinta-feira (1º) em Uberlândia, durante a celebração do Dia Mundial de Combate à Aids. Os trabalhos são organizados por instituições como Polícia Rodoviária Federal (PRF), Prefeitura de Uberlândia, Ambulatório Hebert de Souza e o Serviço Nacional de Transporte (Sest/Senat).

Na BR-365, sentido Ituiutaba, uma campanha educativa em um posto de combustíveis atendeu caminhoneiros e motoristas que passavam pela região. A ação fez parte da terceira e última etapa do Comando de Saúde nas Rodovias, organizada pela PRF e o Sest/Senat em 26 estradas do país. Serviços médicos, como aferimento de pressão, exames de vista e audição, exames de Hepatite C, além de serviços como corte de cabelo também foram oferecidos para os presentes. “Entendemos que o motorista profissional não tem muito tempo para se cuidar, por isso fazemos a ação”, afirmou o inspetor da PRF Paulo Henrique Oliveira.

Nesta tarde, o ambulatório Hebert de Souza fez blitzen educativas, em pontos como o Terminal Central e hipermercados da cidade. “Nosso intuito é sempre despertar e informar a importância do uso do preservativo nas relações. Hoje em dia, o maior problema não é nem a falta de informação, mas fazer com que a pessoa consiga colocar em prática aquilo que aprendeu”, disse Cláudia Spirandelli, coordenadora do Centro de Triagem e Acompanhamento (CTA) do ambulatório.

Durante a noite, preservativos foram distribuídos na porta de uma faculdade local. Estudantes também fizeram testes de Hepatite C.

Comentários 0

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.