menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Algar recebe reconhecimento por projeto de transformação digital

A Algar recebeu, no último mês de novembro, por meio de seu Centro de Soluções Corporativas (CSC), um reconhecimento pela realização de um projeto de transformação digital na Algar Agro, braço agrícola do Grupo.

O case, intitulado Xeque-mate, fez com que o Diretor de TI, Diogo Henrique Martins, ficasse com a terceira colocação na lista dos 100 líderes de TI mais influentes do Brasil, segundo a Computerworld, e no primeiro lugar na categoria Grupos/Holding.

Com o objetivo de dar para a empresa mais visibilidade sobre a condução dos negócios considerando suas principais cadeias de valor, o projeto trabalhou com a implantação de tecnologias em áreas estratégicas, tendo como propulsores os quatro pilares da transformação digital: mobilidade, cloud, big data/analytics e social. Entre os setores trabalhados estão originação, logística, execução internacional, trading/riscos, orçamento e back office.

“Nossa expectativa é dar para a organização um panorama completo no mercado, mostrando grau de exposição, verificando se tudo que estava sendo adquirido era movimentado nos estoques, acompanhando todo o orçamento. Tudo isso alicerçado por uma camada de dados analíticos, procurando antever problemas e já trazendo alternativas possíveis para sua solução”, informou Diogo. Os resultados vêm sendo acumulados desde sua implementação, em 2015, e aparecem de acordo com as entregas realizadas.

Além de uma equipe de aproximadamente 30 pessoas, entre profissionais de TI do CSC e da Algar Agro, o Xeque-mate conta com o apoio de consultorias globais, entre elas nomes como Accenture, Hitachi Consulting, Cis e Oracle.

É a segunda vez que o CSC Algar recebe este reconhecimento. Em 2015, a empresa ficou com a 17ª colocação na classificação geral e segunda na categoria grupos/holding, com o case de centralização da área de TI, cujo processo foi iniciado em 2013.

De acordo com o Diogo, o grande desafio desta centralização é tornar possível que os profissionais de TI sejam especialistas no negócio do cliente, considerando as diversas áreas de atuação do Grupo, como Agronegócio, Serviços e Turismo. “Mas esses reconhecimentos só afirmam que estamos conseguindo atingir esse desafio”, finalizou.

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.