Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Anencefalia: julgamento de ação é suspenso e retorna nesta quinta

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cezar Peluso, suspendeu o julgamento. A sessão será retomada nesta quinta-feira (12)

O presidente do Supremo Tribunal Federal (STF), Cezar Peluso, suspende o julgamento da ação que pede a descriminalização do aborto no caso de gravidez de feto anencéfalo. A sessão será retomada nesta quinta-feira (12), às 14 horas.

Dos 11 ministros, seis já votaram, sendo cinco a favor da mulher ter a opção de interromper a gestação nesses casos – Marco Aurélio Mello, Rosa Weber, Joaquim Barbosa, Luiz Fux e Cármen Lúcia- e somente Ricardo Lewandoski, o único contra e o último a proferir o voto hoje.

Faltam votar os ministros Carlos Ayres Britto, Celso de Mello, Gilmar Mendes e Cezar Peluso. O ministro Dias Toffoli se declarou impedido de votar no julgamento, pois, quando era advogado-geral da União (AGU), defendeu a interrupção da gestação de fetos com anencefalia.

Comentários

3 respostas para “Anencefalia: julgamento de ação é suspenso e retorna nesta quinta”

  1. A legislação brasileira não permite em alguns casos e na maioria não garante que órgaos de anencéfalos possam ser doados para outras crianças, caso contrário, eu diria que crianças anencéfalas são anjos que vêm ao mundo especificamente para trazer vida.

    Há casos e mais casos de crianças que sobreviveram até por mais de um ano, mas, na maioria dos casos as crianças morrem poucos minutos após o nascimento.

    Sou, sempre fui e sempre serei contra o aborto, porém, não acredito que tenho o direito, enquanto cidadão de exigir que uma mãe termine de gerar uma criança que vai morrer logo após o nascimento. Isso não é justo, assim, eu votaria a favor da descriminilização.

    Jà é um sofrimento muito grande para uma MÃE ter que retirar seu bebê. Imagine ser obrigada a continuar uma gestação para ver a criança morrer logo em seguida. Isso é muito pior que tortura.

    Voto pelo direito da mulher decidir, embora eu entenda que isso é uma responsabilidade do legislativo, ou seja, do Congresso e do Senado.

    Mais uma vez nossos deputados e senadores se omitem de sua responsabilidade.

  2. Espero que seja aprovado o aborto por anencefalia… Não que eu seja a favor do aborto, sou a favor quando já não pode ser feito nada mais pelo feto, é certo que o nascituro se nascer com vida, morrerá dentro de poucas horas, seria mais viável o aborto do feto ainda em formação do que a mãe sofrer com uma gravidez de risco e ainda ter que enterrar o filho que nasceu sem chance alguma de sobrevivência, lógico que a vontade deve partir da gestante, porém, a igreja está contra o processo, porém, não possui poder nenhum sobre a mãe gestante, nessas condições desconsidera-se a lei de Deus e pensa-se muito mais na integridade física e psíquica da gestante. E Ciência, faça o que deve ser feito, que seja o melhor para a gestante.

Deixe uma resposta


oito − = 7

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.