Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Após manifestação, prefeitura irá rever plano de cargos, carreira e salários

Após manifestação com cerca de 500 servidores, nesta terça-feira (27), no Centro Administrativo, a secretária de Administração, Lilian Machado de Sá, recebeu no auditório os funcionários que participaram do protesto e informou que a Prefeitura de Uberlândia voltou atrás e que o envio do novo plano de cargos, carreiras e salários do município para a Câmara será adiado para 2014. “Alguns secretários estavam preocupados com a falta de isonomia para os servidores de nível superior e definimos que temos que ter mais tempo para discutir (o plano de cargos e carreiras). O enquadramento das categorias levaria pelo menos dois meses para ser concluído e o efeito já não seria em janeiro. O prefeito disse na reunião que quer apresentar um projeto que seja de consenso”, afirmou a secretária Lilian Machado de Sá.

Prefeito disse que irá se encontrar com manifestantes nesta quarta-feira (27) (Foto: Cleiton Borges)

Lilian Sá não quis definir novos prazos para a conclusão do projeto de lei e envio para o Legislativo local, mas adiantou que o projeto de lei vai retroagir para o mês de janeiro de 2014. O reajuste geral de 8% para todos os cerca de 16 mil servidores da prefeitura continua mantido para entrar em vigor em janeiro do próximo ano.

Inicialmente, a previsão é que o projeto fosse apresentado na Câmara em novembro. O prazo não foi cumprido e houve nova previsão de que o plano de cargos e carreiras fosse enviado até meados de dezembro. “Havia um sentimento de que era uma coisa imediatista esse novo plano. Vamos recuar e procurar melhorar as intervenções e a comunicação porque é uma situação complexa para resolver”, afirmou a secretária de Administração.

Reunião com o prefeito

Também ficou acertado com o grupo que realizou a manifestação que o prefeito Gilmar Machado vai receber nesta quarta-feira (27), às 12h, também no auditório da prefeitura, uma comissão de negociação escolhida pelas diversas categorias profissionais envolvidas na negociação do novo plano de cargos e carreiras.

Representantes do movimento concordam com adiamento

Representantes de categorias de nível superior e médio concordaram com a definição de um prazo maior para haver a discussão sobre a elaboração do novo plano de cargos e carreiras da Prefeitura de Uberlândia. “Houve bom senso para não ir para a Câmara um plano, mesmo com o esforço do governo, ainda com distorções”, afirmou a engenheira civil Vanilze Silva Pimenta Menezes, lotada na Secretaria de Planejamento Urbano e cedida para Secretaria de Trânsito e Transportes (Settran).

Para a representante da Associação dos Servidores Municipais, a garantia dada pela secretária de Administração, Lilian Machado de Sá, de que os benefícios que vierem com o plano serão retroagidos desde janeiro do ano que vem também é um avanço na negociação. “Foi um ganho para uma luta que será bastante árdua”, disse a servidora.

O presidente da Associação dos Agentes de Trânsito de Uberlândia, Lourival Mendes, também disse considerar positiva a medida do governo municipal de adiar o envio do projeto do plano de cargos para o próximo ano. “Foi correto, porque do jeito que estava, contemplava algumas categorias e outras não. Queremos uma discussão mais ampla, a partir de janeiro, para todas as categorias”, disse Mendes.

Nova elaboração

Pontos de maior controvérsia no plano de cargos e carreiras

- Proposta de piso de R$ 3.123 para profissionais de nível superior que foi apresentada pelo governo no dia 7 de novembro e posteriormente retirada, na última sexta-feira (22), passando para R$ 2.020, com acréscimos de gratificação no valor de R$ 150 e abono de R$ 979.

- Os servidores não concordam com a utilização de gratificações, que não incidem no cálculo previdenciário e na concessão de licenças de saúde.

- Reajuste específico para a carreira de advogados com salário estabelecido inicialmente em R$ 4,2 mil com acréscimo de honorários, no valor de 10% do valor da sucumbência dos processos.

- Diferenciação em dois níveis dentro das profissões que exigem curso superior.

Veja a galeria de fotos da manifestação dos servidores municipais de Uberlândia.

Comentários

26 respostas para “Após manifestação, prefeitura irá rever plano de cargos, carreira e salários”

  1. Esta Secretária é das boas; é um diferencial entre tantos Secretários fracos. Nesta matéria, questão salarial, a proposta pode ser melhorada, mas jamais haverá consenso.

  2. O abono de R$979,00 para o nível superior para mim que aposentei por paridade há menos de dois anos, não será concedido. O servidor tem toda rasão de não querer abono e sim salário base onde pode contribuir e garantir o seu futuro.

  3. CARO ARTUR,
    EU ESTAVA LÁ NA HORA DESTA MANIFESTAÇÃO E NÃO TINHA 500 PESSOAS, MAS SIM NO MÁXIMO 200, O QUE NÃO É A MAIORIA DOS SERVIDORES, MAS NO MÁXIMO 1 % DO TOTAL DOS 16 MIL SERVIDORES.
    IMPORTANTE A IMPARCIALIDADE NESTE MOMENTO POIS ACREDITO QUE A OPINIÃO PUBLICA DO QUE SE PUBLICA PODE LEVAR A POPULAÇÃO A PENSAR CONTRA A CLASSE DE NÍVEL SUPERIOR QUE HOJE GANHA HUMILHANTES r$1800,00 POR MÊS, INCLUSIVE JORNALISTA, AO PASSO QUE FUNCIONÁRIOS DE NÍVEL MEDIO DE ESCOLARIDADE GANHAM r$1000,00 REAIS POR MÊS, O QUE JÁ SE ENCONTRA DENTRO DA REALIDADE PARA NÍVEL MEDIO.
    SEI DA SUA COMPETENCIA COMO JORNALISTA E ACREDITO QUE VOCE NÃO CONCORDARIA EM TER SEU SALARIO FIXADO EM RAZÃO DOS SEUS AUXILIARES DE NÍVEL MÉDIO, POIS ISSO NÃO OS INCENTIVARIA A CRESCER.
    O QUE VC OUVIU DE ALGUMAS PESSOAS NÃO É BEM VERDADE, SENDO CERTO QUE EXISTE DOCUMENTOS QUANTO AO ATUAL ESTÁGIO DESTE PLANO E QUE PROVA QUE OS FUNCIONÁRIOS DE NÍVEL MEDIO NÃO ESTÃO SENDO INJUSTIÇADOS, SENÃO VEJAMOS ALGUNS PONTOS:
    - O QUE ESTÁ OCORRENDO NO MOMENTO É MUITO MAIS ADEQUAÇÃO DE REMUNERAÇÃO À REALIDADE DOS MERCADOS (CONFORME PARADIGMAS DE CADA CLASSE) E NÃO PROPRIAMENTE AUMENTO SALARIAL;
    - A PROPOSTA ATUAL PROPOE QUE SERVIDORES DE NÍVEL MEDIO PASSEM A GANHAR ESCALONADAMENTE EM ATÉ 2 ANOS r$ 2.100,00 (SENDO 1.950,00 DE SALARIO MAIS 150,00) DE ABONO, OU SEJA, ELES VÃO GANHAR O DOBRO DO QUE JÁ GANHAM HOJE E SEM NENHUMA GRATIFICAÇÃO, AO CONTRÁRIO DO QUE SE PROPOE PARA O NÍVEL SUPERIOR DE ESCOLARIDADE; LEMBRANDO QUE O TICKET IRÁ PRA 100 REAIS E PLANO DE SAÚDE;
    - A PROPOSTA PARA OS SERVIDORES DE NÍVEL SUPERIOR PROPOE ESCALONADAMENTE EM ATÉ 2 ANOS R$ 2.930,00 + 950,00 DA REFERIDA GRATIFICAÇÃO, OU SEJA, APENAS O NÍVEL SUPERIOR ESTÁ GANHANDO EM FORMA DE GRATIFICAÇÃO, MAS AINDA NÃO SABEMOS SE REALMENTE CONTARÁ OU NÃO PARA APOSENTADORIA E PARA NOVOS REAJUSTES, O QUE, PORTANTO, MERECE SER CONVERSADO ANTES DE SER ALARDEADO;
    DIANTE DESTE QUADRO, PODE-SE AFIRMAR QUE TODOS OS DE NÍVEL MÉDIO PASSARAO A GANHAR, SEM EXCEÇÃO, ALÉM DO QUE O MERCADO PÚBLICO OU PRIVADO OFERECE;
    DIANTE DESTE QUADRO DEVE-SE AFIRMAR QUE NEM TODOS OS SERVIDORES DE NÍVEL SUPERIOR PASSARAO A GANHAR DE FORMA JUSTA EM SE COMPARANDO COM OS MERCADOS PÚBLICOS OU PRIVADOS, POSTO QUE, ENGENHEIROS HOJE PARA GANHAR O QUE O MERCADO PAGA, PUBLICO OU PRIVADO, DEVERIAM SER CONTEMPLADOS COM NO MÍNIMO 5.000,00 REAIS. PROCURADORES, COITADOS, GANHAM r$ 1800,00 ENQUANTO UM PROCURADOR DA UFU GANHA R$ 14.000,00 E UM PROCURADOR DA PREFEITURA DE UBERABA (METADE DE UDIA) GANHA HOJE R$ 4.500,00. PORTANTO, MESMO QUANTO AOS DE NÍVEL SUPERIOR AS REALIDADES NÃO SÃO AS MESMAS E NÃO SE PODE EXIGIR TÃO IGUAL TRATAMENTO DE VENCIMENTOS.
    TAMBÉM NÃO SE PODE FALAR EM ISONOMIA DE FORMA CONTRARIA AO QUE A PROPRIA CONSTITUIÇÃO E LEI ORGANICA PREGAM, POSTO QUE, ENQUANTO SE NOTICIA QUE A ISONOMIA DEVE IGUALAR SALARIOS O MAXIMO POSSÍVEL, A CONSTITUIÇÃO E A LEI ORGANICA DIZ QUE OS SALARIOS DEVEM SER EQUIPARADOS DENTRO DE CARGOS DE MESMA NATUREZA E EXIGENCIA DE INGRESSO NO MESMO.

    GRATO

  4. ENTENDO QUE O ATUAL PREFEITO CHEGARÁ UM MOMENTO QUE TERÁ DE DECIDIR CONFORME SUA PRUDENCIA POIS HÁ MUITOS INFILTRADOS POLITICOS NESSES MOVIMENTOS E PORTANTO NÃO IRÁ AGRADAR TODOS MUNDO

  5. TANTO É VERDADE QUE HOJE TINHA UNS DOIDOS LÁ NO AUDITORIO, DIZENDO QUE NÍVEL SUPERIOR ESTÁ GANHANDO 100% ENQUANTO O DELE DE NÍVEL MEDIO ESTARIA GANHANDO ZERO POR CENTO 0%.

    OU ESTA PESSOA É DOIDA, OU É DA OPOSIÇÃO QUERENDO TUMULTUAR OU REALMENTE NÃO SABE LER O QUE ESTAVA ESCRITO NA PROPOSTA… A PROPOSTA PASSARÁ O DELE DE r$ 1.000,00 PARA r$ 2.100,00 EM UM PRAZO DE DOIS ANOS

  6. Os servidores confundem as coisas. Serviço público não é lugar de ficar “rico”, quer ganhar bem?! Vá para iniciativa privada! Você tem que pensar nos prós e contras de trabalhar para o estado, por um lado existe a estabilidade, plano de saúde…por outro, existe o salário “abaixo” do que paga a iniciativa privada. Se a pessoa optar por trabalhar como autônomo ou em uma empresa, provavelmente ganhe mais dinheiro, mas consequentemente terá que trabalhar mais, apresentar mais resultados e não tera a chamada “estabiblidade”.

  7. Caro servidor, tem alguém na iniciativa privada (empresário) querendo pagar mais pelas suas 30 horas semanais de trabalho?! Vá com Deus! Se tem alguém querendo pagar mais pelo seu serviço, não perca tempo, vá para a iniciativa privada! Só advirto que lá não tem (uma hora para cafezinho, tempo pra conversar fiado, 50 pessoas em um setor que precisaria de apenas 2 para fazer o serviço….). Pense bem!

  8. Meus caros servidores, se vocês pensam que ganham pouco, venham para o mercado de trabalho (empresas), quero ver quem de vocês ganhará esse salário aqui. Esses “engenheiros” da PMU, KKK. RIDICULOS, ruas tortas, obras públicas mal feitas, a água não “corre” junto ao meio fio, flui no meio da rua kkkk. E os fiscais!? Um mais burro que o outro, não conhecem ném a lei que querem aplicar. E os agentes do SETRAN!? Acham que são policiais, ou professores de autoescola, mal sabem redigir uma ocorrência de infração de trânsito e querem ganhar R$3.000,00. RIDICULOS

  9. Das boas nada, essa secretária não tem compromisso nenhum com o servidor, pois não cumpre as promessas que faz, assim como o prefeito que eu seu discurso de campanha disse que daria prioridade nos cargos comissionados para servidores de carreira e o que acontece é que a Prefeitura está lotada de servidores comissionados oriundos de favores políticos. E essa pessoa que se intitula cidadão e que pelo jeito é um servidor, deveria brigar pelo seu salário e deixar de se preocupar com o que o pessoal de nível médio está pedindo, pois entre os profissionais de nível médio há pessoas que são tão graduadas como você, você não é o único em Uberlândia que tem nível superior. Deixa de ser leviano e fale do seu.

  10. Demorar um ano, pagar uma instituição de outro estado para fazer um plano de carreira que não especifica as atribuições dos cargos, não estabelece isonomia salarial entre servidores de mesmo grau de escolaridade não me parece modernizar a administração pública. Os servidores não querem planos novos querem salário. O plano vigente foi gestado pela base do atual prefeito durante o governo Zaire. As adaptações e adequações nos cargos e funções são preocupações da administração e não dos servidores. A Prefeitura é que deve saber o que exigir do profissional que contrata em concurso público. Recentemente uma matéria do jornal correio destacava a alta qualificação dos funcionários públicos municipais com mais de vinte e sete por cento dispondo de nível superior e apresentando pós-graduação – índice não superado nem por cidades de igual porte no estado de São Paulo. No entanto, apesar disto, a política da porta de acesso desconsidera valoroso seu profissional com tempo de serviço e qualificação posterior ao ingresso no serviço público. Nos últimos anos milhares de servidores se dedicaram, estudaram, utilizaram seu tempo livre para melhorar a situação profissional. Mesmo alguns que adentraram no serviço público em cargos de nível fundamental hoje dispõem de diploma de nível superior e pós-graduação. Não reconhecer tal esforço e dedicação é mesmo uma lástima e evidencia o quanto o discurso está longe da prática no chamado partido dos trabalhadores.

  11. Vergonha mesmo e o aumento que querem dar para os Técnicos em Agropecuaria, quem realmente trabalha esta sendo desvalorizado. Tenho vergonha de ter votado em vc Gilmar Machado.

  12. Tivemos ticket alimentação, foi um avanço, pois o mesmo ano a ano será reajustado e isto é benefício que não tínhamos. Foi muita coragem implantá-lo. 2013 já de cara tivemos reajuste, 2014 também. Temos perspectiva de melhorias via reformulação do plano de cargos e carreira já em andamento. Então, sinceramente, para se fazer justiça, quero registrar que enquanto servidor nunca vi tanta fartura e bonança. É uma incrementação positiva ao servidor que está sendo ouvido. Agora, não podemos confundir liberdade, democracia em oportunidade de libertinagem. Devemos ser pacientes, pois num primeiro ano de governo acontecer tantos benefícios e melhorias o governo tem que ser muito bom social e progressivamente.

  13. OS AGENTES PATRIMONIAIS NÃO ESTÃO SATISFEITOS COM O ENQUADRAMENTO NA CLASSIFICAÇÃO MAIS BAIXA!
    NÃO SOMOS AUXILIARES DE SERVIÇO PÚBLICO; SOMOS EXECUTORES DE UM SERVIÇO IMPORTANTE DE VIGIAR E SE RESPONSABILIZAR POR ESCOLAS, PARQUES, POSTOS DE SAÚDE E PRÉDIOS PÚBLICOS EM NOSSA CIDADE!
    OS PODERES EXECUTIVO E LEGISLATIVO SE QUER CUMPRI A LEI 040 DE NOS PAGAR OS 30% DE PERICULOSIDADE!

  14. Acho que esse governo não tem norte, se deixa levar por manifestações. Assim, a tendência, é que direitos sejam assegurados somente para os segmentos que se organizarem para manifestarem, fazerem greve, etc. Para as pessoas de bem, que trabalham, cumprem as leis…nada ganharão. Já para políticos, sendo estes àqueles que não tem profissão, como o prefeito, infelizmente, terão tudo.

  15. Sou servidor de nível médio, graças ao meu Deus e aos meus estudos em breve estarei tomando posse nível superior. Apesar menos de três anos no serviço publico, vejo uma discrepância muito grande do reajuste proposto de um cargo para outro; da mesma forma que ocorreu a um tempo atrás que quando recebemos 10% de reajuste os vereadores receberam aproximadamente 60%, bem e verdade que a intenção da prefeitura e pagar algumas função um valor semelhante aos que eles ganhariam no mercado, todavia não e justo um profissional que pode ate acumular cargos em outras instituições públicas receberem um reajuste de 100%, enquanto um servidor que limpa o chão, que não pode acumular cargo ganhar 10%, alias temos como exemplo HC UFU que um auxiliar de administrativo nível fundamental recebem em media 1,500.00 enquanto o medico ou engenheiro recebe m em media 3,000.00. Conforme os editais do concurso, ao meu ver haveria de realizar um reajuste único com os mesmo benefícios para todos servidores. Duvido que alguém ira pedir exoneração por causa disto!!

  16. Pois é já no IPREMU foram 13 milhões perdidos. agora mais 700 mil pra não servir para nada. O dinheiro público deve ser jogado fora assim? Abre o olho Gilmar, senão terá que pagar tudo do bolso igual o Zaire está pagando por erro de outros.

  17. Será que o jornalista que assina esta matéria tem coragem e disposição de entrevistar a presidente do sindicato da categoria, e colher a posição do sindicato sobre o assunto.

  18. Concordo em ter pedido tempo para entrarem em um consenso. Acho que todos tem que refletir o que é melhor para todos mas sem conflitos. Olhe a situação dos professores . Um professor iniciante ganha 1330 reais . Professor deveria ser mais valorizado , pois é quem forma cidadãos .

  19. Gilmar pelo amor de deus olhe a situação dos concursados iniciantes . O salário é desumano . Exonerei meu cargo na esfera estadual para ir para a prefeitura .Atualmente de acordo com a tabela de vencimentos do estado a partir de fevereiro irei sair em prejuízo . Sei que está tentando valorizar o servidor , mas tente votar esse plano de cargos e salários por favor. Merecemos melhorias!!!!

  20. quero fala do famoso bebeto, nem sabe o que faz direito e fica ae querendo ser igual a nivel superior hahahaha querendo ganhar o mesmo, acha que e formado kkkkk

Deixe uma resposta


sete − 2 =

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.