Cidade e Região

Notícias de interesse geral de Uberlândia e região.

15/05/2013 17:02

Para bancar incentivo à Ambev, Câmara aprova aumento no ITBI em até 166%

Jornalista

Para cobrir os incentivos concedidos à AmBev para a instalação de uma fábrica de cerveja em Uberlândia, a prefeitura conseguiu nesta quarta-feira (15) a aprovação na Câmara Municipal do projeto de lei que altera a tabela e aumenta o índice utilizado para calcular o Imposto de Transmissão de Bem Imóvel (ITBI). A proposta foi aprovada em duas votações e seguirá agora para sanção do prefeito Gilmar Machado (PT).

Sessão foi atribulada durante a votação dos projetos na pauta desta quarta

De acordo com a nova tabela, os imóveis com valor entre R$ 135 mil e a faixa dos 300 salários mínimos (R$ 203,4 mil), cujo índice era de 0,75% na base de cálculo, passará a ser de 2%. Nesse caso, a elevação foi de 166,6%. Na faixa de imóveis com valor de 300 salários mínimos (R$ 203,4 mil) até 400 (R$ 271,2 mil), esse percentual que era de 1%, também passa a ser de 2%, o que representa alta de 100%.

Para cessão e transmissão, por meio de ato oneroso, de imóveis acima deste valor, o índice continua em 2%, assim como a isenção para imóveis com valor inferior a R$ 135 mil para famílias com renda de até seis salários mínimos, que também está mantida. Para a cessão ou transmissão de imóvel de pessoa já falecida (herança), o índice do ITBI uberlandense é de 4%, acima do patamar praticado em cidades como São Paulo (SP) e Ribeirão Preto (SP), que utilizam 2%.

O governo municipal inseriu no projeto de lei a aplicação de alíquota de 0,5% para imóveis na faixa inferior a R$ 135 mil e que se encaixam no programa federal Minha Casa Minha Vida. Mas, depois de muita discussão entre os vereadores e o secretário municipal de Finanças, Vitorino Silva, uma emenda da oposição foi aceita, mantendo a isenção do ITBI, conforme prevê lei municipal, para imóveis do Minha Casa Minha Vida.

Duas faixas

Quando a lei que altera a tabela e aumenta o índice utilizado para calcular o Imposto de Transmissão de Bem Imóvel (ITBI) for sancionada pelo Executivo, quem paga hoje, em Uberlândia, cerca de R$ 1,5 mil com o ITBI de um imóvel com valor entre R$ 135 mil e R$ 203,4 mil, vai passar a pagar cerca de R$ 4 mil com o imposto. Nessa faixa de imóveis, o índice do imposto que era de 0,75% na base de cálculo, passará a ser de 2%.

Já para os imóveis com valor entre R$ 203,4 mil e R$ 271,2 mil, a transmissão, que hoje custa aproximadamente R$ 2,7 mil, passará a custar cerca de R$ 5,4 mil. Nesses casos, o percentual do ITBI que era de 1%, também passará a ser de 2%.

O prazo de validade para a avaliação de imóveis para incidência do ITBI também será reduzido, passando de 12 meses para 60 dias (dois meses). Caso o pagamento não seja feito, haverá multa, que, segundo o projeto de lei, passa de 50% do índice do imposto para 100% do mesmo.

Incentivos para AmBev são aprovados

A Câmara Municipal de Uberlândia também aprovou, ontem, projeto que prevê a concessão de incentivos para a instalação de uma fábrica de cerveja da AmBev. A lei concede 75% de desconto no valor da base de cálculo do Imposto Sobre Serviços de Qualquer Natureza (ISSQN) durante a construção da obra, que já foi iniciada. Hoje a alíquota do ISSQN é de 2%. A empresa também terá isenção do IPTU por até 15 anos, a partir do momento em que a área onde a indústria estiver instalada for transformada de zona rural para distrito industrial.

A planta industrial será instalada em uma área a cerca de 25 km do setor central uberlandense, nas imediações da BR-452, ao lado da antiga fábrica da Coalbra. A área tem aproximadamente 150 hectares.

Segundo a justificativa contida no projeto de lei que concede incentivos tributários à Ambev, assinada pelo prefeito de Uberlândia, Gilmar Machado, para haver o cumprimento do Artigo 14 da Lei de Responsabilidade Fiscal, “a perda da receita será compensada com a alteração do ITBI, isto é, mediante a exclusão das alíquotas de 0,75% e 1%”.

Tíquete alimentação 

A Câmara também aprovou nesta quarta-feira (15), o projeto que prevê o pagamento do benefício do tíquete alimentação, no valor de R$ 50, a todos os servidores da ativa municipal, a partir deste ano. Além da lei, aprovada na íntegra, foi votada e aprovada também uma emenda assinada por todos os vereadores que garante a ampliação de R$ 50 para, no mínimo, R$ 80 no tíquete no próximo ano. Cerca de 14 mil servidores do município de Uberlândia vão receber o benefício.

Comentários (64)

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

 

  1. Márcio Mendonça disse:15/05/13 17:12

    É sempre o povo que paga as contas dos endinheirados. Falta de vergonha aprovar uma coisas dessa.

    Responder
  2. Fernando disse:15/05/13 18:04

    É um absurdo !!! Gilmartaxa em ação.

    A justificativa para o aumento não me parece razoável. Precisa ser explicado melhor !!!

    Um imóvel de R$ 150.000,00 que antes pagava R$ 1.125,00 agora vai pagar R$ 3.000,00 de ITBI

    Vai penalizar bastante a população.

    Já tivemos aumento da tarifa de ônibus, de água, de IPTU, da Zona Azul, do Taxi e agora o ITBI

    Viva o GilmarTaxa !!!

    Responder
  3. Fernando disse:15/05/13 18:06

    É um absurdo !!! Gilmartaxa em ação.

    A justificativa para o aumento não me parece razoável. Precisa ser explicado melhor !!!

    Um imóvel de R$ 150.000,00 que antes pagava R$ 1.125,00 agora vai pagar R$ 3.000,00 de ITBI

    Vai penalizar bastante a população.

    Já tivemos aumento da tarifa de ônibus, de água, de IPTU, da Zona Azul, do Taxi e agora o ITBI
    Viva o GilmarTaxa !!!

    Responder
  4. Maria Aparecida de C. Dias disse:15/05/13 18:11

    Aumentar impostos para favorecer grandes indústrias … É, no mínimo, triste e pouco democrático.

    Responder
  5. Morador de Uberlândia disse:15/05/13 18:14

    Para “ajudar” um pouquinho mais a Ambev, poderiam aprovar o “tíquete cerveja”…
    Brincadeira isso, enquanto isso o povo… ôôô

    Responder
  6. Morador de Uberlândia disse:15/05/13 18:15

    Para “ajudar” um pouquinho mais a Ambev, poderiam aprovar o “tíquete cerveja”…
    Brincadeira, enquanto isso o povo… ôôô

    Responder
  7. william peixoto disse:15/05/13 18:26

    Benefício para a empresa e ferro no povo uberlandense.

    Responder
  8. claudio disse:15/05/13 19:57

    Parabens Gilmar machado ,pela iniciativa porque não cortar gastos dos vereadores tambem e um ideia não acha.

    Responder
  9. mauricio disse:15/05/13 20:04

    Arthur,então nos “o povinho eleitor”estará subsidiando esta multinacional trilhonária?

    Responder
  10. Evandro disse:15/05/13 21:13

    Já começo a me arrepender de ter votado no Gilmar Machado. Nestes mais de 100 dias de governo infelizmente não mostrou a que veio e ainda utiliza a fórmula de aumentar tributos para bancar isenções.

    Responder
  11. Adilson disse:15/05/13 21:44

    Um absurdo que a população tenha que bancar a “construção” de uma fábrica de cerveja, cujos donos estão entre as pessoas mais ricas do mundo.

    Responder
  12. politico171 disse:15/05/13 22:26

    DMAE,ZONA AZUL,ITBI….como o Odelmo administrava a cidade sem esses recursos?.
    Porque ate agora essa turma so aumentou os impostos?.
    Essa turma que ta ai vai deixar apenas o osso para o povo,nao tenho fe com petistas.
    Sei que a AMBEV foi conquista do Odelmo em setembro do ano passado que por sinal nao precisava aumentar nada para que ela viesse para ca.
    Esse tal Gilmar nao ta mostrando servico,so aumenta impostos,e pelo que sei ta mais preocupado em sair candidato a governador e estao preparando uma campanha para ele a nivel estadual o que condiz dizer que ele nao esta preocupado com Uberlandia.
    Infelismente o povo de Uberlandia sentira muita saudade do ultimo prefeito.Petista so serve para faezer divida e aumentar impostos,ir na midia e fazer propagandas.Falei e disse.

    Responder
    • Marcos disse:16/05/13 18:35

      Amigo, o antigo prefeito não administrava a cidade sem esses recursos. Simplesmente assumiu dívidas e compromissos pro novo prefeito pagar, e esse é o resultado.

      Acompanhe as notícias de forma imparcial e verá que Gilmar é muito melhor gestor.

      Responder
      • Fábio Portugal disse:21/08/13 7:46

        Desculpe meu amigo estão mais preocupados em apoiar as invasões e garantir votos, votei no Gilmar mas estou triste, da mesma forma que fiz campanha a favor estarei fazendo campanha contra

        Responder
  13. Paulo César disse:15/05/13 22:26

    Parabéns ao Correio pela matéria. Só não entendo porque é que o povo é que tem que pagar a conta, inclusive os que não bebem cerveja. A empresa vem para a cidade, vai lucrar, vai deixar a nossa água mais escassa, e nós, simples mortais, mais uma vez teremos que pagar a conta, que diga-se de passagem, é bem alta. Não sei até que ponto é positivo a atração de grandes empresas para a cidade. Sei de uma, localizada no bairro São José, próximo aos bairros Jardim Brasília, Jardim Patrícia e Dona Zulmira, que embora empregue vários funcionários, com salários mínimos, produz uma grande poluição ambiental na cidade. Isso é progresso?

    Responder
  14. Arley disse:16/05/13 0:13

    Muito bem prefeito e vereadores. Vamos todos nos sacrificar para aumentar os lucros da Ambev. Eu sabia que era só questão de tempo para começar a lambança dos senhores. Sabe aquela sensação de arrependimento e saudades ? Pois é, já comecei a sentir.

    Responder
  15. Tarcísio Marques disse:16/05/13 5:16

    Não ficou bom isso não. Vai reduzir o lucro de vários pequenos construtores na cidade. Vão paulatinamente construir aquilo que dê baixo valor de ITBI e maior lucro. Deveria aplicar o IPTU progressivo para induzir a ocupação de terrenos ociosos levando à função social da propriedade – na prática seu uso. Assim, evitariam estes aumentos tão exagerados. Logo a Ambev – uma das maiores indústrias do país. Está ceto que é bem vinda na cidade. Mas a que custo hein?

    Responder
  16. forasteiro disse:16/05/13 8:22

    Mais um aumento para a conta do Guilmar. Qual será o próximo. Incompetencia absoluta. O que a maioria da população tem a ver com a AMBEV? Onde iremos parar?

    Responder
  17. uberlandense disse:16/05/13 8:45

    Protesto!

    Responder
  18. Frederico Oliveira disse:16/05/13 8:53

    O que tem a ver alhos com bugalhos? Se a Ambev tem isenção, significa que aquele dinheiro que iria entrar, iria, não entrará por causa justamente da isenção.

    Aumentar o ITBI, que já é caro, é de uma sacagem monstra.

    É um baita de um “estímulo” para transações imobiliárias !!!

    Responder
  19. fsfs disse:16/05/13 9:06

    Prefeito subsidia, às custas do povo, a fabricação de cerveja.

    Responder
  20. indignado disse:16/05/13 9:10

    Interessante, fazem uma propaganda política gigantesca em torno da vinda da Ambev a Uberlândia, mas quem paga a conta mais uma vez é o coitado do cidadão trabalhador, ou seja, o custo dos novos empregos gerados será pago pela população de Uberlândia.
    Fazer política assim é muito bom, é se “…abanar com o chapéu dos outros…”.
    População, precisamos nos lembrar disto nas eleições.

    Responder
  21. Carlos Santana disse:16/05/13 9:50

    A Prefeitura faz graça para os empresários e nós que pagamos. Que bom.

    Responder
  22. fsfs disse:16/05/13 10:13

    Nao mudam os costumes. Empresas veem com grande alarde, pegam benefícios, todos pagam impostos mais altos. Interessante é que o prefeito não falou da parte do aumento do ITBI, só da parte do gde empresa, fabricante de bebidas, lembrando que este tipo de empresa deveria ser sobretaxada, pois sabemos dos malefícios do alcool.

    Responder
  23. Gerson Marques Nunes disse:16/05/13 10:33

    É triste ver como está sendo administrada nossa cidade. A prefeitura dizer que está concedendo isenções para instalação da AmBev em Uberlândia é utopia. Do jetito que a câmara aprovou, quem está dando benefícios é a populaão, que ais uma vez pagará a conta.

    Responder
  24. Marcio disse:16/05/13 11:05

    Minha consciência esta tranquila eu votei no Gilberto Cunha do PSOL!!!

    Responder
  25. Gerson Marques Nunes disse:16/05/13 11:07

    Fiquei tão indignado com a matéria, que o texto saiu com algumas incorreções. Vejam o texto correto:
    É triste ver como está sendo administrada nossa cidade. A prefeitura dizer que está concedendo isenções para instalação da AmBev em Uberlândia é utopia. Do jeito que a câmara aprovou, quem está dando benefícios é a população, que mais uma vez pagará a conta.

    Responder
  26. Eduardo henrique disse:16/05/13 11:16

    Eu estou começando a arrepender de ter votado nesse prefeito, a fabrica nao existia, ela vai gerar empregos e consequentemente impostos para a cidade, a conta nao fecha, no meu entender cada vez que uma industria vier para uberlandia nos e que vamos pagar por isso? entao deixa elas onde estao.

    Responder
  27. Waltecir Cardoso disse:16/05/13 11:36

    ???????

    Responder
  28. jorge santos disse:16/05/13 11:38

    quem mandou vota no homem, eu voto nulo sempre, politico brasileiro são todos iguais, só pensam em enricar.

    Responder
  29. anastacio silva disse:16/05/13 11:39

    quem mandou vota no homem, eu voto nulo sempre, politico brasileiro são todos iguais, só pensam em enricar.

    Responder
  30. Oráculo disse:16/05/13 11:39

    Parabéns povo de Uberlândia, pela brilhante escolha do prefeito e seus ‘cumpanheiros’ nas últimas eleições. DMAE, Transporte Público, ITBI, e o não cumprimento das promessas de campanha, tudo isso em apenas 100 dias. Faltam só aproximadamente mais 1.350 dias. Aguardem.

    Responder
  31. Maxwell disse:16/05/13 11:57

    Valeu SR. Gilmar Machado e vereadores de Uberlandia. O povo quase nao paga imposto… Quero ver se AMBEV vai mandar cerveja aqui pra casa durante 15 anos enquanto tiver ganhando 75% de desconto no ISSQN. Eu pago e nunca ganhei desconto… Multinacional endinheirada nao precisa… So no rabo do povo…

    Responder
  32. Max disse:16/05/13 12:03

    Valeu SR. Gilmar Machado e vereadores de Uberlandia. O povo quase nao paga imposto… Quero ver se AMBEV vai mandar cerveja aqui pra casa durante 15 anos enquanto tiver ganhando 75% de desconto no ISSQN. Eu pago e nunca ganhei desconto… Multinacional endinheirada nao precisa… So no rabo do povo…

    Responder
  33. vaudirene disse:16/05/13 12:31

    Gilmar o que voce esta fazendo com nossa cidade? Seus cupinchas estão acabando com ela.
    Voce pode ter boa intenção, mas coligou com gente ruim que só pensa em obter cargos e lucros. Aceitar apoio de soldado raso lucio e leonidio mala é demais. Agora tem que arrumar cargo pra todo mundo. Um vereador declarou em uma radio local que a cumpanheirada esta brigando por cargos de 2, 3, 5 mil reais. Disse que tiraria 20% dos cargos de confiança… KKKKKKKKKKK, faça-me rir. DOBROU o numero de aspone que não sabe fazer nada. Só tomar cafezinho e fazer festa. E o servidor no meio da bagunça. Seus vereadores, cada um mais abobado que o outro, tomando de goleada da oposição que são apenas quatro. Dando essa bolsa miseria de 5o reais para os servidores, voces estão achando que vão ter nossa eterna gratidão? NUNCA. Gilmar, Gilmar vais acabar como o prefeito Zaire? Não deixa na mão dele não que voce será o próximo. Quatro anos passam rápidos, quem avisa amigo é…
    Por favor postem meus comentarios.Gilmar o que voce esta fazendo com nossa cidade?

    Responder
  34. luiz flavio goulart disse:16/05/13 12:33

    DEPOIS DE VOTAR UM PROJETO DE AUMENTO DO ITBI PREJUDICANDO O SETOR IMOBILIARIO , FORAM PARA A CASA DO VEREADOR WILSON PINHEIRO PARA COMEMORAR A DERROTA DO POVO, COM UMA GRANDE MACARRONADA SERVIDA PELO VEREADOR, ESTA ACONTECENDO O QUE O POVO ESTAVA PREVENDO. O VEREADOR VAI FAZER IQUAL VEZ COM ODELMO,LOGO O WILSON VAI PASSAR PARA O LADO DE LA.

    Responder
  35. Por Uberlandia disse:16/05/13 12:39

    E depois ainda tem coragem de falar que é o prefeito dos pobres….

    Responder
  36. Charles disse:16/05/13 13:05

    É uma vergonha mesmo um negócio destes. E o pior é que ninguém pode fazer nada…Votamos no Gilmar e nos ferramos, agora é aguentar só mais 4 anos deste governo. Tem gente fala que esta começando arrepender de ter votado nele. Eu já me arrependi a tempo, mas é bom para o povo analisar melhor em quem votar nas próximas eleições.

    Responder
  37. lula disse:16/05/13 13:40

    o cara fica a vida inteira querendo ser prefeito e depois so fala em aumento das coisas ipocrita me arrependo de ter votado neleso nao me arrependo do odelmo ter vazado pra nunca mais vi ele antes parecia uma boa pessoa nao vale nada

    Responder
  38. Ninguém disse:16/05/13 15:33

    Uberlândia cidade internacional da injustiça! Aqui só os ricos e poderosos empresários é que tem vez. Pobre só para trabalhar e pagar impostos para políticos safados sem vergonha, comerem às custas do povo. Odeio esse PT e coliados de corruptos. Ai que saudades do Odelmo! O melhor de todos os tempos! Fora Gilmar!

    Responder
  39. Carlos Eduardo disse:16/05/13 16:19

    Que arrependimento de ter votado nesse louco por R$ do povo.

    Responder
  40. MARCIO FERNANDO disse:16/05/13 16:46

    Este é o governo do PT, é so aumento de impostos, a ganancia é grande! toma povo! a coisa ainda vai piorar ainda mais,

    Responder
  41. Lorrayne disse:16/05/13 16:53

    A partir de quando esse aumento absurdo e abusivo entrará em vigor?
    Concordo com o Claudio, por que não cortam os gastos dos vereadores, é uma ótima ideia… O povo sempre se ferra.

    Responder
  42. tHALES disse:16/05/13 17:38

    PALHACADAAAAAAAAAAAAAAA
    TO COM CARA DE PALHACO MEU CARO PREFEITO???
    PROTESTO…ROUBALHEIRA…DINHEIRO DO POVO PRA CERVEJA??EH BRINCADEIRA EM MEU CARO

    Responder
  43. indignado disse:16/05/13 18:41

    Todos nós somos contra!!! A AMBEV é uma empresa multimilionária e exige benefícios, isenções e incentivos para se instalar aqui….a fábrica vai gerar poucos empregos, consumir muita água (equivalente a uma cidade com 100mil habitantes) e aumentar consideravelmente o fluxo de veículos de grande porte. É péssima a vinda dessa empresa para a nossa cidade!!! Mas o grande problema…..o maior de todos…..é o povo brasileiro, que é extremamente pacato e aceita tudo goela abaixo ou toba acima. Vamos reclamar na prefeitura, nos mobilizar e colocar o Sr. Prefeito, os secretários e a gangue dos vereadores na parede…..vamos?

    Responder
  44. giuliano disse:16/05/13 18:55

    PT NUNCA MAIS CAMBADA DE LADROES!!!!!EXPLORANDO AINDA MAIS O POVO DESSA CIDADE MALDITOS!!!!!!

    Responder
  45. Rogério J D S disse:16/05/13 19:21

    Onde estão os Prados?

    Responder
  46. Waldelísio disse:16/05/13 19:52

    Senhor Gilmar Machado. Tome vergonha nessa sua cara ! Metendo o ferro nos pobres para ajudar multinacional… Quem te viu e quem te vê… Não se esqueça Sr. Gilmar que seu mandato vai passar rapidinho e o povo não vai se esquecer… Cadê os vereadores Delfino e Neivaldo para brigarem pelo. Cambada de pilantras !!!

    Responder
  47. Rodrigo disse:17/05/13 14:25

    Como estamos bem assistidos e amparados pelos “nossos vereadores”!!! É assim mesmo, o povo gosta é de pão e circo! … no facebook o assunto é só futebol. E quem paga a conta (sorrindo) é o povão!!!

    Responder
  48. rosana disse:18/05/13 13:40

    PT….. hahaha;;; sm comentarios.

    Responder
  49. Pão e Circo! disse:22/05/13 8:38

    Cade os Prado para defender a população?

    Responder
  50. Decepção ! disse:22/05/13 12:43

    Votei no Gilmar e estou muito arrependido!

    O aumento do ITBI foi um ato de TRAIÇÃO com a população…

    Responder
  51. Protesto disse:22/05/13 14:33

    Fora Ambev, vc só dá prejuízo para o povo de Uberlândia. Fora Gilmar e seus vereadores, vampiros!

    Responder
  52. Henrique disse:22/05/13 15:44

    Sera que tem alguém pra comentar algo que vai fazer a diferença? Alguma sugestão junto com as criticas?

    Responder
  53. Já vi essa novela antes! disse:23/05/13 8:04

    Gilmar: a ressureição do Zaire!!!

    Responder
  54. Fábio Portugal disse:21/08/13 7:42

    Eles estão mais preocupados em autorizar as invasões de terrenos e nós que iremos pagar as contas, não podemos deixar isso acontecer, temos que protestar contra esse abuso.

    Responder
  55. Morador Santa Monica disse:21/08/13 10:49

    Viva os Petralhas! Tomando da classe média para dar esmola !!!

    Responder
  56. Sara disse:21/08/13 13:08

    Aproveitem o tema e discorram sobre as alíquotas do ITCD (causa mortis) de competência do Estado de Minas Gerais…

    Responder
  57. Roberto Faria disse:21/08/13 17:32

    “Isso é um assalto a população”

    Responder
  58. Sheila Raquel disse:21/08/13 20:36

    Que vergonha, é no mínimo imoral!!

    E O NÓS VAMOS FICAR DE BRAÇOS CRUZADO????????????

    Responder
  59. Vanderlei disse:21/08/13 21:02

    Vamo prá rua…Em SÃO PAULO era a Martaxa…aqui o Gilmar Taxado. UM ABSURDO !!!

    Responder
  60. domingos rezende maia disse:21/08/13 22:18

    cade a populaçao desta cidade voltar as ruas para poder protestar contra esses aumentos absurdos do nosso prefeito.No rio de janeiro o Governador e o Prefeito a populacao nao estao dando tregua a eles.Infelismente nos estamos vendo as coisas acontecerem calados

    Responder
  61. marcelo disse:22/08/13 0:08

    Se arrependimento matasse, talvez já tivesse morrido. Votei no Gilmar acreditando na pessoa que ele apresentava. Nos 100 dia de governo só mancada é o FUNDASUS que de tão mal elaborado corre o risco de ser extinto. Aumento do ISS, IPTU(em fase de aprovação) e agora o ITBI. O interessante e que na época da campanha ele prometia mundo e fundos e dizia que o dinheiro já tinha era apenas mal aplicado. Valeu Gilmar na próxima eleição sua turma não tem meu voto

    Responder
  62. claudio disse:22/08/13 14:29

    Que tal um aumento de até 1000% ( como proposto para o IPTU ) no salário de TODOS os servidores públicos municipais ?
    Será que cerveja tem maior prioridade do que educação e saúde, por exemplo ?
    Foi para isto que o prefeito foi eleito ? Aumentar “absurdamente” os impostos ?
    Não me lembro de ter visto no programa de governo do prefeito este aumento de impostos ?

    Responder