Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Caravana Mães de Minas vai levar orientação a gestantes

Daltro Catani afirmou que o principal objetivo da caravana é a divulgação do programa Mães de Minas

Com o objetivo de levar orientação e divulgação do tratamento oferecido pelo Governo do Estado às gestantes mineiras foi lançada nesta semana o programa Caravana Mães de Minas, que visitará todas as regiões do Estado. Em Uberlândia, a caravana chegará no dia 24 de agosto e deverá atender a 3 mil gestantes.

A Caravana Mães de Minas conta com uma equipe com 15 profissionais da área de saúde, que ficará três dias em cada cidade e fará oficinas nas quais serão abordados temas como aleitamento materno, saúde do bebê e da mãe pré e pós-parto e vacinação. O programa tem também uma estrutura, chamada Túnel da Vida, na qual as mães poderão receber informações sobre cada estágio da gravidez por meio de imagens projetadas nas paredes a partir de ultrassons de bebês e MP3 com fone de ouvido.

A primeira cidade a receber a Caravana será Belo Horizonte, no dia 9. Outros dez municípios estão previstos como destinos até agosto, incluindo Uberlândia, totalizando 11 cidades participantes. Em cada local, a equipe contará com a ajuda de voluntários – em todo o Estado eles deverão somar 40 mil pessoas – para a organização das visitas.

De acordo com o superintendente regional de saúde, Daltro Catani Filho, o principal objetivo da caravana é a divulgação do programa Mães de Minas, lançado no Estado em agosto de 2011. Para participar do programa Mães de Minas, basta a gestante entrar em contato no número 155 e fazer o cadastro.

ATENDIMENTOS
Mulheres grávidas dizem não conhecer programa

FOTO: VILMA DE BRITO
VALTER DE PAULA
A gestante Vilma de Brito disse nunca ter sido informada sobre a existência do Mães de Minas

O programa Mães de Minas atende a quase 1,3 mil gestantes em 43 municípios. Porém, não é difícil encontrar gestantes que dizem não conhecer o número 155, que deve ser utilizado para a gestante participar dos atendimentos. A professora Vilma de Brito está iniciando o nono mês de gravidez, já tem o parto marcado e fez todo o pré-natal na rede pública de saúde, mas afirmou nunca ter sido informada sobre a existência do programa Mães de Minas.

Grávida de quatro meses, a auxiliar de serviços gerais Clodilde Vasconcelos também disse nunca ter ouvido falar do programa Mães de Minas. Segundo ela, a burocracia para conseguir alguns remédios foi um dos problemas pelos quais ela passou durante este período de gravidez. Ainda de acordo com a gestante, a partir de agora, ela tentará conseguir atendimento via Estado como tentativa de amenizar as dificuldades. “Dependo do atendimento público e espero que o serviço oferecido (por meio do programa Mães de Minas) seja melhor que o atendimento que venho tendo”, afirmou.

CRIANÇAS

Assistência visa reduzir mortalidade

O superintendente regional de Saúde, Daltro Catani Filho, disse que com a Caravana Mães de Minas mais gestantes conhecerão o programa Mães de Minas. “A Caravana vai dar visibilidade ao programa, que inclui atendimento pré-natal e acompanha o recém-nascido durante o primeiro ano”, afirmou. Cerca de R$ 40 milhões estão previstos para investimentos neste programa em 2012.
Daltro Catani disse ainda que a meta é que, com a assistência dada por meio destes programas, o Estado consiga diminuir a mortalidade infantil para dez mortes a cada mil crianças nascidas em Minas. Hoje, a taxa é de 12,17 para cada mil nascimentos.

Caravana Mães de Minas

No total, 11 cidades receberão a caravana até agosto

- Uberlândia
- Belo Horizonte
- Uberaba
- Patos de Minas
- Montes Claros
- Divinópolis
- Governador Valadares
- Varginha
- Diamantina
- Teófilo Otoni
- Ribeirão das Neves

Comentários

6 respostas para “Caravana Mães de Minas vai levar orientação a gestantes”

  1. Interessante o programa. Parabéns para os idealizadores. Tomara que o horário a ser disponibilizado seja compatível com o horários que as “mamães” não estão no trabalho.

    Lamentável que seja só para as grandes cidades, como tudo nesse Estado de Alice.

  2. EU SOU ENFERMEIRA DA ESF DE TAPUIRAMA E MIRAPORANGA E PARTICIPO DA PASTORAL DA CRIANÇA COMO VOLUNTÁRIA DESDE 1997. NÓS DA PASTORAL JÁ FOMOS CAPACITADOS AQUI EM UBERLANDIA PELA EQUIPE DO PROGRAMA MAES DE MINAS E JÁ COMEÇAMOS A FAZER O CADASTRO PELO 155. É MUITO BOM E ATE EMOCIONANTE, “PARA NÓS”, E COMO FUNCIONÁRIA DA SAÚDE ESTAMOS EM PARCERIA COM A PASTORAL DA CRIANÇA E NA ZONA RURAL JÁ COMEÇAMOS O TRABALHO. MAS MESMO ASSIM AGUARDAMOS ESSE TREINAMENTO DA SMS EM AGOSTO.

    ENFª LÚCIA DE FÁTIMA FERNANDES.

  3. Deixo aqui a minha grande admiraçao ao Dr Daltro catani pela sua disposiçao de esta sempre ajudando a populaçao de Ubelandia Um grande Abraço de sua grande admiradora Isabel cristina de Divinopolis -MG

Deixe uma resposta


6 − três =

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.