Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Com IPI mais baixo, preço de carros usados cai 10% em Uberlândia

Intenção com redução no preço dos carros usados é manter mercado aquecido

Pressionados pela redução em 7% do Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para automóveis 0 km anunciada pelo governo federal, os preços dos carros seminovos e usados caíram e estão até 10% mais baratos em relação aos valores praticados no mês passado pelas revendas de Uberlândia. A redução, segundo os proprietários dos estabelecimentos, é uma medida adotada por eles para manter o setor competitivo frente ao estimulado mercado de veículos novos.

A reportagem do CORREIO de Uberlândia, apurou no maior ponto de concentração de revendas da cidade, a avenida João Pinheiro, setor central, na prática, que os veículos mais afetados com a ação foram os de mil cilindradas, fabricados a partir de 2006 e cotados, antes da queda do preço, em até R$ 30 mil.

Na garagem de Paulo Jesus, por exemplo, o empresário diminuiu entre R$ 1 mil e R$ 1,5 mil os valores de carros como o Corsa, o Palio e o Gol, alguns dos modelos mais procurados. Isso, de acordo com ele, garante que seus veículos usados continuem mais baratos que um novo, que também estão mais em conta por causa do IPI reduzido.

Porém, conforme o empresário, essa decisão ainda não refletiu em aumento de vendas em seu estabelecimento. “Está mais para estagnação”, disse, exemplificando que nos últimos anos tinha volume de até 15 negócios mensais e, desde a queda vertiginosa que o setor sofreu em abril deste ano, tem uma média de 10 vendas ao mês. A redução a que ele se refere, de até 25%, foi revelada em reportagem do CORREIO no dia 5 de maio.

Em outra garagem com volume maior de negócios, que oscila entre 150 e 300 vendas mensais, o gerente Arioélio Batista da Silva afirmou que com a baixa no preço dos veículos usados conseguiu retomar até 10% das vendas em relação à queda sofrida em abril deste ano. “Para que aumente ainda mais (o volume de negociações), o prazo da redução do IPI tem que ser prorrogado, o que me fará manter o valor menor dos usados”, afirmou. A redução governamental, por enquanto, valerá até o dia 31 de agosto.

Taxa de juros

As revendas de Uberlândia dizem que apesar da redução no preço dos veículos seminovos e usados, as taxas de juros que ainda são praticadas não são competitivas em relação às oferecidas pelos bancos para carros 0 km. Enquanto algumas concessionárias, com bancos públicos, conseguem taxas de 0,99% ao mês, as revendas ainda oferecem taxas, em parceria com bancos privados, de 1,3% a 1,8%.

O proprietário de revenda Vinícius Félix Palhares é um dos que se diz afetado negativamente pela situação. Segundo ele, a circunstância tem ocorrido porque os bancos particulares não repassaram de forma efetiva a redução de juros estimulada pelo governo desde agosto do ano passado. “Os bancos públicos, por sua vez, têm uma série de critérios para liberar às pessoas financiamentos nas taxas mais baixas”, disse.

Ineficiente

A medida nacional que reduziu o Imposto Sobre Produtos Industrializados (IPI) para carros novos, consequentemente levando à redução dos preços dos carros seminovos e usados, é somente um atenuante para o mercado, segundo o doutor em economia Eduardo Nunes Guimarães. Para ele, esta estratégia não deve aquecer as vendas de forma efetiva. “Isso só será resolvido quando o governo montar um plano de recuperação econômica para instigar o ímpeto de consumo das pessoas”, afirmou.

Segundo o economista, as pessoas estão cautelosas na hora de comprar frente à desaceleração econômica divulgada diariamente. “Atualmente, por exemplo, em relação ao ano passado, é muito mais vantajoso comprar um carro”, disse.

Na contramão dos prevenidos, em Uberlândia, o carreteiro Géliton Paulo Soares afirmou que, livre de dívidas, quer aproveitar o momento da baixa no valor dos carros usados para comprar um. “O modelo que eu quero está difícil de achar”, disse. Mesmo assim, ele afirmou que vai pechinchar até encontrar um veículo cujas parcelas se encaixem em seu orçamento.

Comentários

4 respostas para “Com IPI mais baixo, preço de carros usados cai 10% em Uberlândia”

  1. dai você vai nas garagens e só vê carros com placas de fora, tudo produto de leilao e sem procedencia, os caras cobrando absurdo, não existe esmola, outra coisa é que o governo reduz o ipi porém na hora de vender o seu a desvalorização é maior ainda, no fim das contas da na mesma ou voce sai pior, nunca voce sai ganhando, pode ter certeza

  2. carros provindos de brasília e goiânia (robauto) grande maioria .
    ex. fiesta 2010 1.0 básico compram por 20 e vendem por 24.500,00.. e por ai vai

  3. além do tanto q passam a mão no bolso do consumidor q precisa d carro usam a av joão pinheiro como local de vendas a céu aberto, ocupando todas as vagas, cambada maldita

  4. Comprar carro desses garageiros malandros é a pior fria, os carros são maqueados e o preço é um roubo, querem ganham 5 mil de lucro em cada venda.
    Se vc quer comprar um carro bom, com preço mais baixo, vá a Ribeirão…

Deixe uma resposta


seis + = 7

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.