Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Corpo é encontrado às margens da BR-365

Homem tinha um ferimento de bala na cabeça e pode ter sido torturado antes de morrer

O corpo de um homem foi encontrado às margens da BR 365, próximo à comunidade de Olhos D’água, na saída para Patrocínio, no início da noite deste domingo (29).

De acordo com informações da Polícia Militar, pessoas que passavam pelo local avistaram o corpo em uma canaleta de escoamento. Não foi encontrado nenhum documento de identificação e o rapaz estava enrolado em um carpete de automóvel.

De acordo com a perícia da Polícia Civil, o homem tinha um ferimento de bala na cabeça e pode ter sido torturado antes de morrer. Ainda segundo o perito, ele apresentava marcas de pneus nas costas e várias escoriações, além de uma possível fratura na testa.

O homem, que aparenta ter 23 ou 24 anos, teria sido morto em outro local, ainda na manhã de hoje, e depois deixado às margens da rodovia. Apesar de não ter sido identificada, a vítima tem uma tatuagem no braço esquerdo com o nome de “Jhennyfer”.

Comentários

13 respostas para “Corpo é encontrado às margens da BR-365”

  1. Mais um jovem, que nasceu “fudido” e morreu ainda mais “fudido”. Enquanto esse sistema capitalista tupiniquim não oferecer igualdade de oportunidades, a rotina será assim: todo dia um presunto para alegria das funerárias. Acorda Forças Armadas brasileiras, venha defender o país internamente dessa onda de matança derivada das drogas. Legalize e fiscalize.

  2. e eles ainda querem jugar neh…

    independente do erro desse cara ninguem tinha o direito de matalo e julia dele dessa forma.
    O homem se axa no direito de Deus para julgar e pelalizar.

Deixe uma resposta


nove + 2 =

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.