Cidade e Região

Notícias de interesse geral de Uberlândia e região.

18/04/2012 17:36

Docentes da UFU paralisam as atividades nesta quinta

Os docentes da UFU paralisam suas atividades nesta quinta-feira (19) para deliberar se vão aderir ou não à paralisação nacional dos Servidores Públicos Federais (SPFs), marcada para a próxima quarta-feira (25). Após Assembleia Geral da Associação dos Docentes da Universidade Federal de Uberlândia (ADUFU- Seção Sindical), ficou acordado que haverá suspensão dos trabalhos para desenvolvimento de atividades sindicais e ações de mobilização.

Os professores da UFU, e de outras Instituições Federais de Ensino Superior, reivindicam carreira única para o Magistério Superior e do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico e o cumprimento do acordo emergencial assinado pelo governo e entidades de classe em agosto de 2011.

O acordo firmou reajuste de 4% incidindo na folha de pagamento de março de 2012, incorporação de Gratificação Específica do Magistério Superior (GEMAS) e Gratificação Específica de Atividade Docente do Ensino Básico, Técnico e Tecnológico (GEBDTT), ao vencimento básico também em março de 2012 e continuidade da mesa de negociação da Carreira de Professor Federal. Termos do acordo estão contidos no Projeto de Lei nº 2203/2011, que se encontra na Câmara dos Deputados.

Programação

Às 9h30, haverá Seminário da Fundação de Previdência Complementar do Servidor Público Federal (Funpresp), no Anfiteatro do Bloco 3Q, do campus Santa Mônica.

Às 15h30, acontece Seminário sobre Carreira Docente, também no Anfiteatro do Bloco 3Q, do campus Santa Mônica.

Às 17h, será a Assembleia Geral da ADUFU-SS, em que serão deliberadas a adesão à paralisação dos Servidores Públicos Federais (SPFs), no dia 25 de abril, e indicativo de greve dos docentes dos Institutos Federais de Ensino Superior, marcado para o dia 15 de maio.

Comentários (4)

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

 

  1. Alvaro disse:19/04/12 5:48

    Ah não brinca.. tava demorando..

    Adivinha quem vai pagar o pato de novo?

    Seria a Dilma ? Min. Educação? Prefeito? Algum vereador?

    Nao, mais uma vez, O POVO, em especifico, o aluno..

    Enquanto as pessoas sérias nesse pais não se rebelarem contra os que só querem bagunça, esse pais nao vai pra frente..

    Responder
    • renato porta disse:19/04/12 8:29

      Sr. Alvaro, algum dia vc passou por uma instituição pública federal,acredito que não.

      Responder
      • Bruno disse:19/04/12 11:20

        Eu já passei, e afirmo que o caos reina sobre esses lugares, por exemplo:
        Professores que fingem dar aula, mas que recebem o salário todo mês;
        Reitoria “pelega” ou seja, submissa aos mandos e desmando do Governo federal;
        Decisões arbitrárias, as quais sequer levam em conta os anseios dos alunos (por exemplo as alterações feitas nas grades curriculares)
        Esse é o jeitão do PT de governar e de dar atenção a educação!

        Responder
  2. jose disse:19/04/12 11:43

    Quem não está satisfeito com o que ganha ou com o seu trabalho deve pedir demissão. Greve é covardia.

    Responder