Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Executivos do Grupo Algar se reúnem com ministro

Executivos do Grupo Algar se reuniram, ontem, com o ministro das Comunicações, Paulo Bernardo, em Brasília. Estiveram presentes na reunião o CEO da Algar, Luiz Alexandre Garcia, o presidente do Conselho de Administração, Luiz Alberto Garcia, o diretor executivo de Governança e Estratégia da Algar Telecom, empresa que detém a marca CTBC, Jean Carlos Borges, e o diretor de Relações Institucionais, Emerson Martins Costa.

Os executivos mostraram disposição em colaborar com o novo governo para que se chegue ao entendimento de questões como abertura de novos mercados.

“Como empresa nacional, temos todo o interesse no desenvolvimento do país por meio da disseminação da rede de telefonia, seja ela fixa ou móvel, incorporando as novas tecnologias que permitam colocar o Brasil em pé de igualdade com outros países”, afirmou Luiz Alexandre Garcia.

A Algar Telecom possui a maior penetração de banda larga entre as concessionárias, com mais de 34%, e tem a capacidade de ser uma das operadoras com capacidade de oferecer banda larga em duas tecnologias: 3G — terceira geração de padrões e tecnologias de telefonia móvel — e ADSL, que permite a transferência digital de dados em alta velocidade.

Outro destaque destes 57 anos de atuação é o pioneirismo, já que a Algar Telecom foi a primeira a implantar a telefonia celular no interior do país, assim como a primeira a trazer a telefonia digital, a telefonia celular pré-paga, a telefonia via cabo e o fax celular.

A Algar Telecom investiu em 2010 cerca de R$ 200 milhões. O Grupo Algar se prepara para uma nova fase de expansão em vários segmentos com investimento estimado em R$ 1,5 bilhão até 2014, incluindo a expansão da telefonia móvel em Minas Gerais por meio da aquisição de licenças da Banda H em 2011.

Comentários

Deixe uma resposta


2 + = oito

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.