Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Golpe do bilhete premiado faz novas vítimas em Uberlândia

Criminosos que aplicam golpes como o do bilhete premiado continuam a agir em Uberlândia e a fazer novas vítimas. Dos 91 estelionatos registrados em janeiro deste ano, pelo menos dois casos envolviam a história de um prêmio da loteria. Só neste mês, ao menos outras duas pessoas procuraram a Polícia Militar (PM) para reportar que foram enganadas dessa forma.

No dia 7 deste mês, uma aposentada de 64 anos perdeu R$ 5 mil depois de ser enganada por dois homens no Centro da cidade. “Um deles, um homem simples que disse morar em uma chácara, me parou na avenida Afonso Pena pedindo informação sobre um endereço. Ele falou que iria até o local encontrar o homem que havia vendido o bilhete da loteria para ele e pediria ajuda para retirar o prêmio”, disse a senhora, que pediu para não ser identificada. Logo em seguida, um homem bem vestido, que se identificou como um empresário, abordou os dois e disse que ajudaria o suposto trabalhador rural a retirar o prêmio. A aposentada também ofereceu ajuda. “Ele chegou a dizer que daria uma parte do prêmio para nós, mas eu logo disse que não estava interessada nisso, achei que ele realmente precisava de ajuda.”

Para provar que não estavam interessados no prêmio, o falso empresário propôs que ele e a aposentada retirassem dinheiro de suas contas bancárias e deixassem de garantia enquanto recebiam os R$ 13 milhões do trabalhador rural. O estelionatário apresentou R$ 15 mil e a aposentada sacou os R$ 5 mil. Como parte do plano, o falso empresário deixou a vítima e o comparsa em um carro, com os R$ 15 mil dele, e fingiu ir à Caixa Econômica Federal da praça Tubal Vilela para assinar documentos que liberariam o prêmio. Ao retornar ao veículo, ele pediu que a aposentada também fosse à agência bancária para fazer o mesmo procedimento. “Saí do carro e deixei os meus R$ 5 mil com eles. Andei um quarteirão e só então percebi que tinha caído em um golpe. Voltei logo em seguida e eles já tinham ido embora”, afirmou a aposentada.

Oficial diz que crime é comum na cidade

Apesar de ser um tipo de crime antigo e bastante conhecido, é comum casos de pessoas enganadas com o golpe do bilhete premiado, segundo o capitão Cláudio Correia Silva, assessor de comunicação do 17º Batalhão de Polícia Militar. No mesmo dia em que a aposentada de 64 anos perdeu R$ 5 mil para uma dupla de estelionatários no Centro de Uberlândia, outra idosa também caiu no golpe. “É possível que sejam os mesmos criminosos”, afirmou.

Ainda de acordo com o capitão, os estelionatários mudam constantemente o jeito de agir. “Eles criam histórias de acordo com a avaliação que fazem das vítimas.” O conteúdo comum aos golpes é a afirmação de que a vítima será beneficiada por um alto valor em dinheiro ou a de que a vítima vai prestar um favor ao estelionatário, que normalmente se passa por uma pessoa muito humilde. Normalmente, os idosos são os principais alvos. “Mas é preciso estar ciente de que os criminosos têm muita capacidade de convencimento e que qualquer um, se não muito atento, pode cair no golpe”, afirmou o capitão.

Vítimas devem acionar a PM com rapidez

A prisão de estelionatários que aplicam golpes do bilhete premiado não costuma ser fácil. “Esses criminosos normalmente agem de forma rápida e se deslocam pelas cidades da região”, afirmou o capitão da Polícia Militar Cláudio Correia Silva. A orientação é que as vítimas procurem a polícia imediatamente para que, nos casos de crimes no setor central, seja viabilizado o uso das câmeras de monitoramento, e para que aumentem as chances de os criminosos serem encontrados durante patrulhamento.

Comentários

8 respostas para “Golpe do bilhete premiado faz novas vítimas em Uberlândia”

  1. PARA CAIR NESSA TEM QUE SER MUITO “MANE”.
    TENTARAM APLICAR ESSE GOLPE NA MINHA MÃE, QUE TEM 80 ANOS, E A VELHA SIMPLESMENTE DISSE QUE TOMASSEM VERGONHA E SE ATUALIZASSEM.

  2. Minha mae foi vitima dia 08/10/2013 avisei a policia falei o horario 11:00 da manha a cor do carro Fox branco e que tinha 41 na placa no bradesco da floriano . Tem camera na esquina da jeronimo martins e da ivaldo alves …mas ainda nao tive nenhum contato da policia????

Deixe uma resposta


4 − = um

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.