Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Homem é assassinado com seis tiros no bairro Jaraguá

Com seis tiros, Jardel Marcelino Machado, 37 anos, foi assassinado na noite desta terça-feira (17) na avenida do Bálsamo, bairro Jaraguá, zona oeste da cidade. Testemunhas deram à Polícia Militar (PM) o nome de um suspeito da autoria do homicídio, mas, até o momento, ninguém foi preso.

Segundo a polícia, a vítima trafegava pela avenida em um veículo Corsa quando uma pessoa em uma motocicleta se aproximou pelo lado esquerdo e efetuou vários disparos, que atingiram somente a porta lateral.

Para tentar escapar, conforme relato de testemunhas, Jardel ainda desceu do carro em movimento e saiu correndo, mas foi atingindo por mais seis disparos. Três atingiram a cabeça e os outros acertaram pescoço, costas e barriga. Ele morreu na hora. Logo em seguida, o autor dos disparos teria fugido em direção ao bairro Dona Zulmira.

A PM foi acionada por moradores que se depararam com a vítima caída ao chão. Projéteis de uma pistola calibre 380 foram encontrados pela perícia da Polícia Civil (PC).

Uma moradora da via, que não quis ser identificada, disse que conhecia de vista a vítima e que os comentários pelo bairro indicavam que ele poderia estar envolvido com drogas. “Porém, eu não vi o que aconteceu”, disse.

Jardel Marcelino Machado estava cumprindo pena em liberdade provisória por crime de tráfico de drogas. Na Justiça de Uberlândia, também consta um processo crime por roubo em andamento contra ele. Com isso, a polícia investigativa trabalha o caso seguindo a linha de que a morte pode ter sido motivada por um acerto de contas com o tráfico. Já é a 59ª morte violenta registrada na cidade em 2011.

Roosevelt

Um adolescente de 16 anos foi atingido por um tiro, que passou pelo braço e se alojou no peito, na noite desta terça-feira (17) no bairro Roosevelt, zona norte de Uberlândia. Segundo a polícia, ele foi vítima de duas pessoas armadas que se aproximaram dele em uma moto na rua João Tobias. Socorrido, o menor está internado no Hospital de Clínicas da Universidade Federal de Uberlândia (HC-UFU) em estado grave. Ainda não se sabe as motivações da tentativa de homicídio.

Comentários

22 respostas para “Homem é assassinado com seis tiros no bairro Jaraguá”

  1. VIROU MODA EM UBERLANDIA PEGAR UMA MOTO “OU MAIS” E FAZER SUA PROPRIA JUSTIÇA QUE É TIRAR A VIDA DE PESSOAS,ISSO É O CUMULO DO ABSURDO,NAO DEVERIA SER ACEITO E TER PENA DE MORTE PARA QUEM FAZ,POIS NAO TEM VOLTA VIDA É UMA SÓ,E AS ALTORIDADES ESTAO ALHEIAS/DAQUI A POUCO TEMPO SERA NORMAL MATAR

  2. SOMENTE QUANDO FILHOS DE AUTORIDADES MORREREM E QUE SERA TOMADA MEDIDAS MAIS EFICAZES CONTRA A CRIMINALIDADE EM NOSSA CIDADE. SE A POLICIA TEM O NOME DO SUSPEITO PQ NADA FOI FEITO? INDEPENDENTE DELE ESTA ENVOLVIDO COM TRAFICO OU NÃO É UMA VIDA HUMANA QUE SE FOI. CONHECI O JARDEL DESDE CRIANÇA FOMOS CRIADOS NO MESMO BAIRRO E FIQUEI MUITO TRISTE COM A NOTICIA, GOSTARIA DE DEIXAR AQUI MEUS PESAMES PARA A ESPOSA DELE E OS PAIS QUE SÃO PESSOAS HONESTAS E TRABALHADORAS E NÃO MERECIAM ESTAR PASSANDO POR ISSO.

  3. Nossa….. sem palavras Que Deus o tenha Jardel gosto muito de vc e sua familia!!!!! Meus sinceros sentimentos de toda minha familia ….Agora só fica a saudade …. :(

  4. Menos um peso na TERRA! Se foi executado é por que estava “trabalhando” com coisas que infringem a lei. E a PM/PC tem pais de família para proteger em vez de ficar correndo atrás de “nóia” que tirou um meliante de circulação.

  5. Meu caro Machado, entendo sua revolta pelo o que aconteceu. Mas a PM/PC ou sociedade e muito menos os pais e esposa dele não são responsáveis pelo que aconteceu. Esse foi o caminho que se querido “amigo” escolheu. Na vida temos dois caminhos para seguir, o da justiça ou da malandragem. Adivinha qual ele escolheu? Sinto muito em dizer mas “menos um peso na terra”.

  6. Menos 1!! Maravilha!!
    E não adianta vir falar que ” SE FOSSE COM UM DA SUA FAMILIA….” Va pro Diabo que lhes carregue! O Cara era traficante, Drogas só trás 2 coisas, e ambas começam com C:

    CADEIA OU CAIXÃO, e adivinha o que deu pra ELE?

    Enfim, Drogas e ilegal, só traz morte, faz uma criança de 13 anos agredir o irmão e mãe como já foi visto aqui, COISA QUE ESSE DESGRAÇADO QUE MORREU espelhava por ai.

    Quando um viciado mata a mãe pra vender os moveis da casa para usar droga o povo cai matando em cima do viciado, mas nunca pensa que ele só está daquela situação por que por trás do vicio de um jovem que faz essas atrocidades ESTÃO esses sanguessugas da SOCIEDADE a pura ESCÓRIA DA HUMANIDADE chamado traficante que no caso era a PRATICA da “VITIMA” desse caso! -1, amanha que morra mais uns 2 traficantes.

  7. NUM BOM LUGAR MESMO QUE ARDE ARDE E QUEIMA VIU..PESSOAS ASSIM N FICA EM BOM LUGAR N JA FEZ UM MONTE DE GENTE SOFRER…AGORA CHEGOU A VEZ DELE TB SOFRER,,,,,,

  8. vc nao sabe de nada max, eu sou filha dele como as pessoas disse se fosse alguem da sua familia vc nao falaria isso mais cuidado com o que fala meu querido

  9. VC sempre foi e sempre será muito importante, em minha vida, nunca esquecerei de vc pois vc é a ferida que sempre sangrará em meu coração . Descanse em paz.

  10. bom gente depois de muito tempo fiquei sabendo da morte do meu grande amigo jardel cara vc foi e sempre será aquele cara feliz amigo e mulherengo como sempre foi ñ sabia q vc tinha escolhido esse caminho mias nem por isso vou deixar de falar q vc sempre foi meu amigo

  11. ainda bem que temos esses motoqueiros camaradas .pra limpa nossa cidade desse inuteis que só fazem peso na terra uma praga dessa nem deveria ter nascido. ai vai meu agradecimento pra esse dois da moto que matou esse traficante destruidor de familias.

Deixe uma resposta


− quatro = 2

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.