Cidade e Região

Notícias de interesse geral de Uberlândia e região.

5/05/2011 8:00

Índice de queimadas deve ser menor nesta temporada

Repórter

Terreno vago no bairro Jardim Karaíba teve o matagal queimado

Terreno vago no bairro Jardim Karaíba teve o matagal queimado

O período de seca começa oficialmente em meados deste mês, porém as queimadas em lotes vagos já podem ser notadas em alguns pontos de Uberlândia, como em áreas nos bairros Vigilato Pereira, Karaíba, Santa Rosa e Santa Mônica. De janeiro a abril, o Corpo de Bombeiros registrou 44 ocorrências. O número é inferior ao mesmo período do ano passado, quando aconteceram 64 queimadas.

De acordo com o assessor de imprensa do 5º Batalhão de Bombeiros Militar (BBM), tenente Gilson Plácido, o aumento de ocorrências de queimadas de 74,5% observado na comparação de 2009 e o ano passado não deve se repetir. “Notamos um volume maior de chuvas neste ano, portanto as queimadas devem diminuir até 30%”, afirmou.

Segundo o professor de climatologia da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Paulo César Mendes, para o período de meados de maio até outubro, é esperada uma queda da umidade relativa do ar para 30% — a média confortável é entre 60% e 80% — e precipitação pluviométrica de apenas 15%. “Os números estão dentro dos índices climáticos da região, mas não são suficientes para manter a cobertura verde da vegetação rasteira, o que facilita as queimadas”, disse.

A prática é ilegal e prejudicial para o ambiente, além de causar transtornos para quem mora próximo às áreas incendiadas. “Voam cinzas para todo lado e suja tudo. Limpar o terreno é importante, mas não precisa ser assim”, afirmou a calígrafa Dayse Fátima, moradora do bairro Vigilato Pereira.

Estiagem prolongada em 2010 ocasionou aumento

O ano de 2010 foi considerado atípico em termos climáticos, com estiagem prolongada de fevereiro a outubro. Foram registradas 295 queimadas em lotes vagos, 126 a mais do que o registrado em 2009, segundo informações do 5º BBM.

De acordo o assessor de imprensa do órgão, tenente Gilson Plácido, as ocorrências são generalizadas e acontecem em lotes vagos, beiras de rodovias e áreas de proteção ambiental. A prática oferece riscos ao patrimônio, se feita próximo a casas, bem como pode prejudicar a visibilidade nas rodovias e a fauna e flora de uma região protegida.

Em preparação para o período, a Defesa Civil divulgou ontem um alerta no site da Prefeitura sobre as queimadas. O coordenador da Defesa Civil de Uberlândia, Orion Alves Silva, orienta que, ao se deparar com alguém ateando fogo, o ideal é alertar as autoridades e não tentar combater uma queimada sem a ajuda de pessoal especializado. “Limpar os terrenos é necessário, mas o mato não deve ser queimado, e sim retirado. A queimada deve ser feita apenas por quem tem treinamento e mediante autorização de um órgão fiscalizador”, disse tenente Plácido. 

Ouça a entrevista com o tenente Gilson Plácido sobre tendência de queimadas neste ano e os cuidados que devem ser tomados

[audio:http://www.correiodeuberlandia.com.br/wp-uploads/2011/05/Queimadas-tenente-placido.mp3|titles=Queimadas - tenente placido]

Incêndios em lotes vagos (2011 / 2010 / 2009 / 2008)
JAN 08 / 10 / 04 / 03
FEV 13 / 29 / 03 / 00
MAR 04 / 25 / 07 / 01
ABR 19 / 29 / 08 / 02
MAI  31 / 07 / 10
JUN  39 / 10 / 41
JUL  54 / 24 / 83
AGO  40 / 81 / 49
SET  26 / 09 / 17
OUT  09 / 03 / 03
NOV  02 / 12 / 00
DEZ  01 / 01 / 00
TOTAL 44 / 295 / 169 / 209

Em caso de incêndios, ligue 193 (Corpo de Bombeiros), 190 (Polícia Militar) ou 199 (Defesa Social)

Comentários 0

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.