Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Menor suspeito de matar colega é ouvido por promotor

O adolescente de 13 anos, suspeito de matar o colega Reinick Vilela Alves, também de 13 anos, anteontem no bairro Jardim Brasília, zona norte de Uberlândia, foi apresentado ao promotor José Roberto Cardarelli, no Fórum, ontem à tarde. O menor estava acompanhado da mãe e de um advogado. A acusação do Ministério Público deve ser apresentada em até 24 horas. O menino foi encaminhado, na segunda-feira, para o Centro Socioeducativo de Uberlândia (Ceseu), onde deve permanecer por, no máximo, 45 dias até que a Justiça decida se mantém o adolescente em internação provisória ou não. “Foi no susto, eu não queria matar ele, só peguei a faca para assustá-lo”, afirmou o menor suspeito, em entrevista ao CORREIO de Uberlândia anteontem.

Comentários

25 respostas para “Menor suspeito de matar colega é ouvido por promotor”

  1. JOGOS VIOLENTOS NO VIDEO GAME,OS PAIS TEM QUE FISCALIZAR AS CRIANÇAS NA INTERNET,ABANDONO DE INCAPAZ E CRIME, AI VEM A HISTORIA ELES TEM QUE TRABALHAR, COLOCAR ESTA CRIANÇA NO INTERNATO DE APENAS 13 ANOS PARA CONVIVER COM MARGINAIS DE 17 ANOS QUE CUMPREM PENAS A MAIS DE 03 ANOS É UMA COVARDIA, TEMOS EM UBERLANDIA VARIAS IGREJAS EVANGELICAS, SERA QUE ELAS NÃO ABRAÇAVA ESTA CAUSA,TEMOS ESCOLA DE FORMAÇÃO DE PADRES,TEMOS QUE TER UMA SOLUÇÃO ESTA CRIANÇA NÃO PODE PERMANECER NO PRESIDIO.

  2. AI SR. PREFEITO ODELMO E SRS. VEREADORES,FIZERAM VIADUTOS, AVENIDAS,E MUITAS OBRAS,SAPATIARAM EM CIMA DO POVO,GASTARAM COM ARTISTAS DA GLOBO, E O SOCIAL O QUE FIZERAM, E A CASA DE RECUPERAÇÃO DE DROGADOS E ESCOLAS DE REGIME INTEGRAL PARA AS CRIANÇAS, VOÇE ODELMO INFELIZMENTE NÃO VEZ NADA, NÃO OLHOU PARA SUA ORIGEM DE CRIANÇA POBRE, OS VEREADORES NÃO FIZERAM NADA, SO SABEM DESFILAR EM CARROS IMPORTADOS E MORAR EM CONDOMINIO DE LUXO,MUITOS DELES QUANDO ENTRARAM MA PREFEITURA NÃO TINHAN NEN BICILETA PARA ANDAR,AGORA ESTÃO NA LISTA DOS NOVOS RICOS. TENHO PENA DE VOÇES.

  3. Uma opinião dessas deve ser levada a sério? O que o Odelmo tem a ver com as calças????

    É exatamente isso que a ideologia do regime petista facista quer que o povão pense, que as autoridades têm culpa pela irresponsabilidade dos pais que não sabem educar seus filhos e, pior ainda, que esses filhos nem sequer devam ser EDUCADOS por suas famílias!!, mas pelas ideias burras do regime.

    Nos poupe cidadão, repito, o que o ODELMO TEM A VER COM AS CALÇAS???

  4. conheço essa criança é um menino estudioso muito calado,a mae trabalhadeira. ta certo que praticou um crime mas ficar junto a marginais nao vai ajuda-lo e sim ficar pior esse lugar nao muda ninquem a nao ser pra pior.essa criança merece ser olhada com mais delicadeza o caso dele deveria acompanhado mais de perto por alquem competente e nao trancafia-lo em um lugar cheio de marginais,tenho pena dele e de sua mae.

  5. tudo bem ele matou tem q pagar pelo crime, mais ao sair de la esta criança sofrera as consequencias de um assassino , na rua na sociedade… Assistentes sociais, psicologos ou ate mesmo psiquiatras estarão a disposição dele neste 40 dias ? ou ele ira comer, domir , comer dormir….

  6. uma fatalidade, conheço esses meninos… infelizmente, ele será preso e posteriormente sairá um marginal, pois não há ressocialização para infratores, maiores ou menores tds saem piores do que entraram.

  7. O CC CALÇAS, SAI DA MOITA DA SUA CARA PARA BATER,CRITICAR E FICAR NO ANONIMATO É PARA DITADOR COMO VOÇE,ESCONDE ATRAZ DAS PALAVRAS É CULPADO SIM O GOVERNO MUNICIPAL, ESTADUAL E FEDERAL PELA EDUCAÇÃO DE NOSSAS CRIANÇAS,VAI VER QUE VOÇE É UM DOS QUE PEGA PROPINA, ENTÃO A CONSTRUÇÃO DO VIADUTO É UMA BELEZA.

  8. “Dar minha cara para bater” é exatamente o que pessoas como você querem: bater. Você o disse. Como quero apenas exercer minha liberdade de expressão sem ter a casa pichada, dados pessoais privativos divulgados na net ou sofrer represálias ilegas por parte de fanáticos de seitas petistas ou ideológicas radicais, uso o pseudônimo.

  9. Leva ele pra jogar video game com seu filhinho! Quem sabe eles não ficam amigos e o anjinho que você está defendendo não dê uma facada no seu filhinho também! Não aguento esses bons samaritanos!!!!!!!!!!!!

  10. da duas facadas e nao queria matar os nossos advogados de porta de cadeia ja ensina seus clientes diz q nao queria matar so dar um susto e o pior q os nossos juizes aceita todo e qualquer argumento de criminoso pois nao doeu na pele deles triste isso saber q daqui a 45 dias pode tar na rua de novo vai ser duro pra familia da vitima encontrar ele solto por ai

  11. Oi Marcela,

    Sim ele pequeno “anjinho” já possui passagem! Mas ele é uma criança, ele merece viver livre até ter maior idade. E até lá vamos guardar os filhos, por que ele estará a solta.

  12. meu deus fiquei horrorizada!!!muito triste porque 2 familias estão sofrendo,deixar adolescentes sozinhos jamais e a escola em tempo integral ainda não existe…quero deixar um comentario sobre um projeto do doca de escoteiros que me pareçe só tem crianças que tem condições por isso os ”pobres” sem opção ficam sozinhos enquanto os pais trabalham para conseguir alimento!!vereadores precisamos mais projetos para os bairros,trabalhar com os adolescentes,suas familias ..mas esta todos preocupados com as eleições!!

  13. mike não tinha passagem ja foi comprovado pra calar a boca dos fofoqueiros se não sabem a palavra de deus fala que a lingua é a pior arma para o homem então cuidado com a lingua dessas pessoas más que acha que matar é so usando uma arma,aquele que não erra é que atira a 1 pedra mas deus é quem sabe ne

Deixe uma resposta


+ 7 = treze

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.