Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Morador de Uberlândia é morto ao tentar assaltar Polícia Militar em Tupaciguara

Com extensa ficha criminal, inclusive um latrocínio, Carlos Alves Rodrigues, de 44 anos, foi morto na noite de domingo (16), em Tupaciguara (MG), quando tentou assaltar um policial militar à paisana. Segundo a Polícia Militar de Tupaciguara, Rodrigues era natural de Três Marias, na região central do Estado, mas morava em Uberlândia, onde foi sepultado ontem, no cemitério Campo do Bom Pastor.

O crime aconteceu próximo a uma praça na cidade vizinha, a 70 km de Uberlândia, onde, de acordo com a PM, Rodrigues é suspeito de cometer vários outros assaltos e roubos a motoristas, com o intuito de levar o carro. O criminoso e outro comparsa se aproximaram do veículo do militar, em que ele estava com a namorada, e anunciaram o crime. Sem ter reposta imediata das vítimas, a dupla atirou pelo menos 13 vezes e chegou a acertar o policial de raspão nas costas.

Como estava armado, o militar revidou e matou Rodrigues na hora. O outro bandido conseguiu fugir com a ajuda de um terceiro cúmplice. Ainda segundo a PM daquela cidade, Rodrigues é um bandido de alta periculosidade, com passagem pelos presídios de Uberlândia, Contagem e Belo Horizonte por roubo, porte ilegal de armas, latrocínio, formação de quadrilha, entre outros crimes.

Comentários

10 respostas para “Morador de Uberlândia é morto ao tentar assaltar Polícia Militar em Tupaciguara”

  1. Leitores: um indivíduo que já havia sido preso por crimes graves e gravíssimos estava aí, livre, leve e solto para cometer outros. Agora, ai de quem portar vinagre em via publica…Ironia a parte, se houvesse algum interesse da justiça neste País, esse criminoso, jamais poderia estar em liberdade, mas o foi e com isso um cidadão de bem teve que matar em legítima defesa e, por mais que nossa consciência tente justificar, matar alguém, seja criminoso ou não, é algo que marca a vida de uma pessoa para sempre, ou seja, quem mata também se torna vítima. Tudo isso poderia ter sido evitado senão fosse a insensibilidade, covardia e incompetência desses governantes corruptos.

  2. Por que ele estava solto????????????????????????????????????? Com os políticos de Uberlândia a resposta!!!!!!!!!! Os vereadores não tem nada a ver com isso??? Reclamam com o cabeludinhos demagogos!!!!!!!!!!!!!!!!!!!!

  3. Essa é a verdadeira justiça sendo realizada com sucesso. Deixar que a decisão de “justiça feita” na mão de um juiz(com j minúsculo mesmo), é praticamente um incentivo à bandidagem, já que grande parte recebem alvará de soltura no mesmo dia.

Deixe uma resposta


+ seis = 9

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.