menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Movimento no comércio já está maior, apontam comerciantes

A procura por supermercados e açougues para compras para a festa e a ceia de Réveillon já aumentou em Uberlândia e quem deixar para hoje pode encontrar filas, ainda que o movimento não seja o esperado pelos comerciantes. Os clientes que foram aos estabelecimentos nesta sexta-feira (30), mesmo sendo antevéspera de Ano-Novo, afirmaram que os locais estavam tranquilos.

A procura por carnes em açougues é mais satisfatória, segundo empresários. Em um dos mais antigos estabelecimentos do tipo em Uberlândia, no setor central, os estoques de carnes suínas ganharam um reforço de 30%, enquanto em cortes bovinos, como a picanha, o aumento foi de 60%.

Segundo o proprietário do açougue, Nilo de Souza, essas são as carnes mais procuradas e a demanda cresceu a ponto de quase esgotar cortes como o pernil e leitoas. “Foi melhor que pensamos durante a semana. Quem vier amanhã, vai correr o risco de procurar um pernil ou uma leitoa, por exemplo e não achar. A picanha tem bom estoque.”

Aumento de 5% é considerado positivo diante do quadro econômico do país (Foto: Cleiton Borges)

Aumento de 5% é considerado positivo diante do quadro econômico do país (Foto: Cleiton Borges)

Em um supermercado no bairro Santa Maria, na zona sul, o aumento esperado é de 5% no fluxo de clientes até a tarde desse sábado (31), no comparativo com o Réveillon de 2015. Segundo o gerente do estabelecimento Cleivon Guerra, o movimento é baixo, mas é o esperado para um ano de crise. “Já é um número bastante satisfatório se considerarmos as condições do País”, afirmou.

Segundo ele, as bebidas são os produtos mais procurados. Ainda de acordo com Guerra, existem promoções e descontos para atrair clientes.

Horários

Os horários de funcionamento, neste sábado (31), serão variados, com estabelecimentos abrindo sempre pela manhã, mas com fechamento entre o meio da tarde e o fim da noite. Há mercados que funcionarão até 0h.

Consumidores dizem que compras foram tranquilas

Ainda que muitas pessoas tenham procurado o comércio dois dias antes da festa de Réveillon, o movimento foi considerado tranquilo, nesta sexta-feira (30), em Uberlândia. O representante comercial Davi Borges Junqueira, que costuma sempre comprar às vésperas de festas do tipo, afirmou que não encontrou dificuldade. “Realmente é mais fácil uns dois dias antes. Mas nunca compro com muita antecedência”, disse.

Em relação aos preços, a engenheira agrônoma Flávia Damaso Brandão reclamou dos valores dos produtos para a festa, mas disse que já esperava por isso. “Os preços estão altos, mas não acima do que já estava. Até porque nem iria comprar se houvesse reajuste”, disse.

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.