Cidade e Região

Notícias de interesse geral de Uberlândia e região.

4/07/2012 6:15

Número de acidentes com vítimas cresce mais do que a frota de Uberlândia

Repórter

Acidente ocorrido ontem na avenida Rondon Pacheco vitimou jovem de 21 anos

O número de acidentes com vítimas em Uberlândia tem crescido, proporcionalmente, mais que a frota de veículos da cidade. Estatísticas do Corpo de Bombeiros mostram que, nos cinco primeiros meses de 2012, foram 2.169 colisões com vítimas, número 15% superior ao registrado durante o mesmo período do ano passado, que foi de 1.877 casos. Já o número de automóveis na cidade subiu 9,5% entre 2011 e 2012, passando de 303.445 para 332.464 veículos, segundo dados da Receita Estadual.

O cenário mostra que o trânsito uberlandense tem ficado cada vez mais violento o que é reforçado por acidentes como o de ontem, em que uma motociclista de 20 anos morreu, pela manhã, ao ser atropelada, no bairro Altamira, na zona sul, por um ônibus de transporte intermunicipal. No mesmo período, duas pessoas ficaram feridas (uma gravemente) em uma colisão, também na zona sul, que envolveu três veículos.  

Para o professor-doutor da Universidade Federal de Uberlândia (UFU) Vitor Ribeiro Filho, especialista em mobilidade urbana, a situação revela um problema cultural com a tendência de as pessoas usarem os veículos como medidas individuais de locomoção por não acreditarem na eficiência do transporte público. Somam-se a isso a fácil aquisição de motos e a imprudência no volante.

Para o especialista, uma possível inovação que ajudaria a solucionar estes problemas seria a implantação de um sistema de transporte temporal, onde o passageiro se transfere de ônibus em qualquer parada dentro de um intervalo pré-determinado de tempo. “Outras medidas seriam a criação do ônibus executivo [com ar-condicionado] e de linhas de VLT [trem de superfície]”, disse Ribeiro Filho, projetando, com base nestas medidas, a redução da quantidade de veículos nas vias da cidade.

Apenas entre 1º de janeiro e maio de 2012, o Corpo de Bombeiros de Uberlândia atendeu a 2.169 ocorrências de trânsito com vítimas

Política pública

No intuito de tentar conter o avanço dos números de acidentes com vítimas, a Prefeitura de Uberlândia já desenvolve, desde abril de 2012, um projeto permanente de estratégias que envolvem blitze para conscientizar os motoristas. Quanto à otimização do transporte público, a atual administração tem projeto para a implantação de quatro novos terminais de ônibus em bairros distintos.

 

SOCORRO

O Corpo de Bombeiros afirmou que tem diminuído o tempo de atendimento aos acidentados. Hoje, ele gira em torno de nove minutos. Para o comandante interino do órgão em Uberlândia, major Itamar Caetano, a expectativa é que a criação de uma regional, que tem sido pleiteada e descentralizaria o alto comando, poderia auxiliar na criação de estratégias para melhorar o atendimento e impedir o aumento do número de acidentes com vítima.

Comentários (11)

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

 

  1. lili disse:04/07/12 9:52

  2. Tatiana M V disse:04/07/12 10:10

    Me questiono se algumas mortes não foram causadas pela falta de preparo do resgate em Uberlândia! Como pode não ter SAMU numa cidade deste porte! Explico: se o paciente está grave, instável, qualquer segundo é essencial para que haja vida e não morte. Se atendido por médico, ter um acesso venoso providenciado imediatamente para infusão de soro e ser intubado no local faz a diferença entre a vida e a morte.

    Responder
    • Severo Gomes disse:04/07/12 16:31

      De fato o SAMU complementa essa atividade importante dos bombeiros: salvar vidas. Com certeza com a vinda de um governo democrático, aberto a participação popular, o SAMU será realidade em Uberlândia. Também haverá planos concretos em relação ao transporte público. Tudo ficará mais fácil, pois o povo poderá opinar, algo que não acontece a muito na cidade.

      Responder
  3. Tatiana M V disse:04/07/12 11:01

    De que adianta o corpo de bombeiros diminuir o tempo de chagada à cena do acidente se não estão preparados para atendimento de urgência? eles só sabem retirar a vítima para levá-la até quem realmente importa: o médico. Não seria muito melhor se houvessem médicos no resgate? por que Uberlândia não tem SAMU?

    Responder
    • thiago disse:04/07/12 13:43

      Porque os CORONÉIS dessa cidade não querem.

      Aquele papo que o Poder emana do Povo, para eles é balela. Pois, essa é a vontade da maioria dos cidadãos de Uberlândia e eles ignoram isso. Lamentável.

      2012 é 13!

      Responder
  4. Márcio Garcia disse:04/07/12 12:07

    VENHO ACOMPANHANDO JÁ ALGUM TEMPO A QUANTIDADE DE ACIDENTES DE TRÂNSITO EM UBERLÂNDIA E PRINCIPALMENTE, O NÚMERO ELEVADO DE MORTES. SERÁ QUE REALMENTE É SÓ IMPRUDÊNCIA DOS CONDUTORES? SERÁ QUE AS AUTORIDADES RESPONSÁVEIS PELO TRÂNSITO DE NOSSA CIDADE NÃO PODEM FAZER NADA PARA DIMINUIR O NÚMERO DE ACIDENTES EM UBERLÂNDIA? FALTA EDUCAÇÃO? COMO EDUCAR UM CONDUTOR QUE AVANÇA O SINAL VERMELHO, DIRIGIR O VEÍCULO EMBRIAGADO EM VELOCIDADE SUPERIOR A PERMITIDA?ATÉ QUANDO A SOCIEDADE VAI ACEITAR ISSO COMO NORMAL? QUANTAS PESSOAS PRECISAM MORRER PARA QUE A GENTE TOME UMA ATITUDE?

    Responder
  5. O PERGUNTADOR disse:04/07/12 12:14

    O trasito de udi esta uma loucura esta na hora de criar o o sistema de placas igual o de sp um dia pode rodar placas impares no outro placas pares ,ai vai melhorar

    Responder
  6. Alexandre disse:04/07/12 12:43

    Imprudência, falta de atenção, pressa, descaso e irresponsabilidade dos motoristas somado à precariedade da sinalização de algumas vias, o aumento da frota e a ineficiência do transportes somadados = acidentes mortais.

    Responder
  7. thiago disse:04/07/12 13:40

    “Quanto à otimização do transporte público, a atual administração tem projeto para a implantação de quatro novos terminais de ônibus em bairros distintos.”

    Escuto isso e leio esta promessa, porque isso não passa de uma promessa, desde a reeleição do atual prefeito, porém, de concreto mesmo, até agora NADA.

    Pior é a cidade do porte de Uberlândia não ter SAMU. Este serviço salvaria vidas que foram perdidas no intervalo de tempo entre o resgate até a entrada da vítima no HC ou em uma UAI (dependendo da complexidade).

    Mas, na Cabeça dos coroneis dessa cidade, Uberlândia não precisa de SAMU. O serviço prestado pelo Corpo de Bombeiros é suficiente.

    Reconheco o bom trabalho que os Bombeiros fazem em nossa cidade. Porém, e isso não é desmerecer trabalho de ninguém, as viaturas do resgate não tem todos os equipamentos necessários e o não há um médico acompanhando todos os resgates realizados pelas equipes dos bombeiros.

    Quem sabe o próximo prefeito tenha a honradez com o Povo e não implante o serviço do SAMU. Ajudará até mesmo os bombeiros que não ficarão sobrecarregados. Fiquei sabendo que no programa de governo do Dep. Gilmar tem essa proposta o LHC já disse que vai dar continuidade ao “bom” trabalho do prefeito, então acho que se depender dele não vai ter SAMU. Tirem suas conclusões.

    Responder
    • Tatiana M V disse:06/07/12 13:38

      Realmente thiago, ouvi falar que na proposta de governo do Gilmar Machado há sim a intenção de implantar SAMU em Uberlandia. Isso ja passou da hora. Há muitas cidades bem menores que a nossa, principalmente, no mais evoluído estado de São Paulo, que já têm SAMU. inclusive aqui na região patos de Minas já possui o serviço. Basta de coronelismo! Vamos evoluir!

      Responder
  8. Alexandre Corrêa disse:04/07/12 21:41

    O município gastou muito dinheiro incentivando o aumento do espaço de veículos no trânsito da cidade. É evidente que a possibilidade de mais acidentes aumenta. O fato é que estamos ainda no século passado pensando desenvolvimento na era da revolução industrial.

    Deixo um texto para reflexão sobre os rumos do trânsito em Uberlândia.

    “A cidade das bicicletas”:
    Leia em:
    http://maiscorrida.wordpress.com/2012/01/17/a_cidade_das_bicicletas/

    Responder