Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Ora Pro Nobis ajuda no combate ao câncer

Apesar de ainda causar polêmica entre adeptos da medicina complementar e a medicina tradicional, o uso de plantas medicinais e fitoterápicos é crescente e já conta com a regulamentação da Agência Nacional de Vigilância Sanitária (Anvisa) e apoio do Sistema Único de Saúde (SUS). Segundo a Organização Mundial da Saúde (OMS), 80% da população mundial faz uso de plantas medicinais para o tratamento de doenças.

A medicina atual deve muitos de seus avanços à sabedoria popular e sua confiança no poder de plantas para amenizar e até curar enfermidades.

A ora pro nobis (Pereskia aculeata), uma planta até há poucos anos muito utilizada na culinária mineira e que quase desapareceu, volta à boca do povo respaldada por pesquisas sobre seu valor nutricional e possíveis propriedades auxiliares em tratamentos oncológicos. O vegetal, um cacto trepadeira de folhas suculentas e flores brancas com miolo amarelado, ainda não consta nas listas oficiais de fitoterápicos, mas tem despertado a atenção de pesquisadores e populares pela variedade de usos nos campos ornamental, alimentício e medicinal.

A ora-pro-nóbis não faz parte da lista da Anvisa, que regulamenta a produção e venda de fitoterápicos. Segundo Foued Salmen Espindola, professor de Bioquímica da UFU que integra a rede Fitocerrado, voltada para estudos e preservação de espécies nativas do cerrado, também não há registro formal no grupo sobre efeitos medicinais da ora pro nobis. Ainda assim, estudos desenvolvidos na Universidade Federal de Lavras (MG) avaliaram a composição bromatológica da planta e apontam que as folhas contêm cerca de 20% de proteína, vitaminas A, B e C, minerais como cálcio, fósforo e ferro. Também constataram que o vegetal, “além da proteína bruta, poderia contribuir com a ingestão de fibra e prevenir várias doenças como varizes, câncer de cólon, hemorróidas, tumores intestinais e diabetes.”

Médico sugere orientação

O médico oncologista Glauco Silveira

Os medicamentos fitoterápicos, feitos a base de plantas e seus componentes, são utilizados como complemento ao tratamento por pacientes com- câncer. Os mais procurados nesses casos são os produtos feitos de graviola ou cogumelo do sol, segundo Mariana Frasão, técnica em enfermagem e balconista de uma farmácia homeopática de Uberlândia. Há dois anos no atendimento, a técnica afirma que não há procura por medicamentos de ora pro nobis, embora ela já tenha ouvido falar da utilização da planta por pacientes com câncer.

O médico oncologista Glauco Silveira afirmou desconhecer estudos conclusivos de comprovada eficácia da cactácea no combate de tumores. O especialista, porém, atesta o valor nutricional do vegetal. “A composição de proteína, ferro, vitaminas A e C e ácido fólico fazem da ora pro nobis uma importante aliada contra a desnutrição e as fibras podem ajudar no funcionamento intestinal”, disse.

O oncologista afirmou não ser contra a utilização de tratamentos complementares, mas alertou que um profissional deve ser sempre consultado com antecedência. “Todas as plantas possuem substâncias que em doses erradas podem fazer mal e até agir contra outros medicamentos”, afirmou.

Ouça a entrevista do médico oncologista Glauco Silveira sobre a ora pro nobis.

Usuária recorreu à planta com sucesso

Maria das Graças teve câncer revertido sem explicação médica

Para tratamento dos vários tipos de câncer, uma alimentação que inclui ervas e alimentos naturais é recomendada pelos médicos. “Vemos uma relação do aumento da ocorrência de câncer com o maior consumo de alimentos industrializados e o ritmo de vida estressante, portanto escolhas naturais auxiliam o tratamento”, afirmou o oncologista Glauco Silveira. Frutas cítricas com vitamina C são recomendadas pela presença de agentes antioxidantes, que combatem as células cancerígenas.

Adepta do naturalismo, a dona de casa Maria das Graças Ferreira fez uso de diversas plantas como complemento ao tratamento do câncer de pulmão, descoberto em 2007. Segundo ela, a notícia não foi recebida com surpresa em função de ter sido ex-fumante e do histórico familiar marcado pela doença – ela perdeu quatro irmãos e o pai por câncer. A dona de casa começou as sessões de quimioterapia em 2008. Para lidar com o emagrecimento e demais efeitos, fez uso da planta tiborna, alho, limão, couve roxa, linhaça e muita ora pro nobis. “Tinha plantação em casa antes de reformar aqui. É uma delícia no azeite de oliva, com cebola, e me ajudou muito”, disse.

Com a receita, o somatório de tratamento médico, espiritual e muito otimismo, Maria das Graças venceu a doença. “Os médicos não sabem porque estou aqui. Pela medicina clássica, o câncer de pulmão não teria cura”, afirmou.

Distrito resgata a história e o uso

A planta Pereskia aculeata pertencente à família das cactáceas, é apelidada popularmente de ora pro nobis, “rogai por nós” em latim. O nome é atribuído ao fato de que a planta seria colhida no quintal de um padre, sempre quando ele rezava uma ladainha. Teve papel fundamental na alimentação de escravos e, por isso, é também conhecida como “carne dos pobres”, pela alta concentração de proteínas que possui. Era comumente utilizada na culinária há alguns anos nos estados de Espírito Santo e Minas Gerais. Com o passar do tempo, o costume foi se perdendo. Porém, em Cruzeiro dos Peixotos, distrito de Uberlândia, a utilização da planta se mantém presente no restaurante de comidas típicas mineiras que leva o nome da cactácea. Segundo a proprietária, Dolores Mendes, a intenção foi resgatar a importância do vegetal para a culinária regional. “É uma planta muito nutritiva, que pode ser usada em diversas receitas e auxilia a matar a fome. Não pode desaparecer”, disse Dolores. Da cerca viva que mantém na propriedade, recebe pedidos freqüentes das folhas e flores.

Veja a tabela fitoterápicos aprovados pela Anvisa.

Usos da ora pro nobis

Medicina popular – folhas secas são usadas no tratamento contra o colesterol, e as folhas novas, maceradas com azeite, no tratamento de furúnculos. É aplicada para tratar tumores e outros tipos de inflamações cutâneas, anti-sifilíticas.

Alimento – as folhas são comestíveis. Para evitar desnutrição, as folhas frescas ou secas são usadas no feijão, no preparo de saladas, refogados, na sopa e sucos.

Planta ornamental – por meio de estacas, forma uma cerca viva. É apreciada também por suas flores róseas

Fonte: Universidade de São Paulo

Plantas auxiliares do tratamento do câncer

Cúrcuma
Chá Verde
Cogumelo do Sol
Equinácea
Graviola
Ipê Roxo
Macela
Chlorella
Aveia
Tribulus terrestris
Espinheira Santa
Porangaba
Rhodiola rosea

Fonte: Oficina de Ervas

Comentários

31 respostas para “Ora Pro Nobis ajuda no combate ao câncer”

  1. gostei de tudo que li de forma simples e clara mas gostaria de saber se é igual ou não a babosa e onde possa encotra ora pro nobis, ela seca é a mesma coisa.só servi no uso de tratamento de cancêr?

  2. Tenho cisto de ováio já fiz cirugias para retira, mais infelizmente o médico que me operou não retirou o cisto, estou fazendo tratamento com um médico em Montes Claros. ele não descartou a ipótese de outra cirugia,mais houve uma redução do cisto de 23ml para 13ml. estou fazendo uso da planta Ora pro no bilis. gostaria de sabese se devo continuar com uso da planta? Obrigada. Aguardo resposta.

  3. Gostaria de receber estacas da planta ora por nóbilis. tenho um diagnóstico de leucemia linfocítica crônica e gostaria de saber se a mesma é recomendada no caso deste tipo de leucemia. Por enquanto não tenho tratamento médico. Estou controlando com oração, fé em Deus, alimentação e acompanhamento médico. Grata. Izabel

  4. olá,
    tenho a planta orai pro nobis em minha casa. Fiz bolo, salada
    com as flores e folhas e agora esta carregada de frutos. Vcs podem me informar como eu faço xarope.
    Tenho fornecido estacas para as pessoas que tem interesse.
    grata marcia

  5. eu adoeri pesquisar aqui a respeito do ora-pro-nobis, eu comia muito qd criança em minas gerais minha terra natal, hj moro no rio de janeiro e nunca mais tinha visto se quer uma follha, mudei-me recentemente pro interior do estado onde muros são feitos com ele. porem tem flores roxas, eu gostaria de saber se essa especie tbm é a hortaliça. desde agradeço. mirna.

  6. Estava com anemia profunda devido a uma hemorragia. Quase tive que fazer uma transfusão de sangue. Uma amiga me falou do oropronobis e me deu muitas folhas e tambem mudas.Fiquei curada mesmo da anemia e espalhei mudas para muitas pessoas.Se alguem interessar pode me procurar que tenho bastante na minha casa. Está a disposição, OK?

  7. oi o meu marido ja foi desenganado pelo medico ele fez so duas quime nao conseguiu fazer a terceira ele ta muito fraco tem 40 kilos tem canser no pulmao na costela e no esofago e na arteria principal do coraçao quero ajuda abraço

  8. tenho em casa um pé dessa trepadeira. Não faço ouso com muita frequencia mas, agora que li e sei do seu benefício, cou usá-la mais vezes. Faço um fuflê que é uma delicia.
    Receita: 30 a40 folhas de ori-pro-nobis, uma lata de milho verde sem a água, uma colher de azeite de oliva, sal a gosto e água até ficar uma massa homogênea. Asse e bom apetite

  9. Eu descobri que as ramas mais fininhas nas ponta ja tem sabor de sal posso comer de varias formas: cruas ou refogadas ,os frutos maduros são iguais bolinhas amarelias as flores sâo linda tambêm comestiveis.sou há favor que divulguem melhor esta maravilhosa planta eu estou aqui pra ajudar.dornada 9683-9576 20235307.

  10. Olá eu tenho foto da planta com frutos maduros, quem interessar pode entrar em contado por e-mai(geraaldopereira@yahoo.com.br.

  11. Gostaria ser possível receber esta planta em minha casa,pois um médico indicou para o meu marido que tem um tipo de cancer nós ossos. Um grande abraço Vera braz

  12. Gostaria de receber uma muda da planta ora pro nóbis, se possível espero uma resposta por favor, um grande abraço a todos. Vera Braz

  13. Com o projeto da Coopernobís, o ora pro nobís deixará de ser ignorado pela ciência e governo, vindo a ser divulgado e seu consumo além fronteiras do BRASIL.

  14. Tenho um pequeno terreno no interior do estado do Rio de Janeiro, cidade de Natividade,e gostaria de plantar Ora pro Nobis, devido a sua fácil adaptação a vários tipos de solo. Gostaria de saber como obter mudas/estacas. Att, Maria das Graças.

Deixe uma resposta


+ três = 6

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.