Cidade e Região

Notícias de interesse geral de Uberlândia e região.

8/12/2011 9:34

Polícia prende três suspeitos de roubo e desmanche de carros

Repórter

Fábio Costa Vieira foi detido quando estava chegando à penitenciária Pimenta da Veiga, onde era albergado

Mais três pessoas suspeitas de participarem da quadrilha especialista em roubo e desmanche de carros no Triângulo Mineiro, desmantelada na última terça-feira (6) durante a Operação Triângulo das Bermudas, foram presas pela Polícia Civil (PC) entre a noite de quarta-feira e a madrugada desta quinta-feira(8) em Uberlândia.

O primeiro foi detido chegando à penitenciária Pimenta da Veiga. Fábio Costa Vieira é albergado da unidade prisional, onde já cumpre pena por um roubo na cidade. Com a nova prisão, ele perdeu o direito ao regime semiaberto e responderá encarcerado pelos crimes.

Os outros dois, Pedro Elvis de Oliveira, 33, e Everton Marques, 22, foram encontrados por investigadores escondidos em uma colônia de casas da rua Pedro Quirino, bairro Nossa Senhora das Graças, zona norte.

Segundo o delegado que comandou a operação, Eduardo Perez Leal, os dois moram em Uberaba e fugiram para Uberlândia no dia em que a ação policial foi deflagrada na região. “Vieram com um carro roubado e se esconderam na casa da ex-companheira de um deles”, disse.

A dupla presa é considerada pela polícia como uma das mais atuantes da quadrilha em roubos à mão armada cometidos na cidade. Além de assaltos, pesam contra eles acusações de latrocínio e homicídio na Justiça de Minas Gerais. Na delegacia, os dois não quiseram dar declarações à imprensa.

Faltam 5

Das 50 pessoas apontadas como integrantes da quadrilha pela Polícia Civil (PC), já foram presas 45, segundo informou o delegado regional Samuel Barreto. “Faltam cinco pessoas que deveremos prender em trabalhos que ainda serão realizados em Uberlândia”, disse.

Na terça-feira, quando a operação Triângulo das Bermudas foi deflagrada em Uberlândia, Araguari, Uberaba e Catalão (GO), 42 envolvidos no bando foram detidos de uma só vez. A quadrilha roubava e desmanchavas carros encomendados para, em seguida, montar peças em chassis comprados em leilões. Os carros adulterados eram vendidos no mercado formal.

Comentários (2)

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

 

  1. CURIOSO D@ NET disse:08/12/11 12:45

    SERA QUE FORAM ELES QUE DEPENARAM A REBBECA??????

    Responder
  2. Boca Preta disse:08/12/11 15:22

    Será que agora o Alf e Bidico rodaram…será mesmo?

    Responder