Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Programa promove capacitação ambiental

Participantes do programa se reúnem uma vez por mês

Pela primeira vez em quatro anos, pessoas de fora do meio acadêmico participam do programa Engenho do Campo, desenvolvido pela Engeset, empresa do Grupo Algar, em parceria com a Organização Não Governamental (ONG) EmCantar e Ibama. Seis pessoas ligadas a ações ambientais em Uberlândia e 24 universitários se encontram mensalmente para participar das atividades do projeto, que forma uma turma por ano.

A ideia é expandir o atendimento do programa, que capacita os participantes por meio de cursos socioambientais. O seminarista Douglas da Costa Nunes conseguiu uma das novas vagas. “Dentro da igreja já temos mobilizações de cunho ambiental, daqui poderei ampliá-los usando o que nos for ensinado”, afirmou.

Para os universitários de cursos como Agronomia, Biologia, Geografia, Engenharia Ambiental e Gestão Ambiental de universidades particulares e também da Universidade Federal de Uberlândia (UFU), o atrativo é a preparação para o mercado de trabalho de maneira prática. Durante o curso, é elaborado um projeto de recuperação de uma área degradada a ser definida.

Esse é o quarto ano do Engenho do Campo, que já atendeu cerca de 120 alunos e, só no ano passado, distribuiu mais de 2 mil mudas de plantas. “Promovemos conceitos como o do consumo consciente e de sustentabilidade, aliando teoria e prática”, afirmou a coordenadora do projeto, Francine Rezende.

Produção

No viveiro do programa são produzidas mais de 25 espécies de plantas, que já foram destinadas a oito cidades mineiras e paulistas para atender a projetos ambientais. Um deles é o Programa de Integração de Novos Talentos (Pint), da Algar Telecom. “Todo novo associado contratado pela empresa planta uma árvore que leva seu nome. Cerca de mil foram produzidas pelo Engenho do Campo”, afirmou o consultor ambiental Luciano Caixeta.

Comentários

Deixe uma resposta


sete − = 3

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.