Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Sábados e feriados agora são dias letivos na rede estadual de ensino

Para os estudantes das escolas afetadas pela greve dos profissionais da educação, que atinge parcialmente a rede de ensino estadual mineira, sábados e feriados serão dias letivos. A alteração no calendário se dará a partir de amanhã (24) e vai perdurar até a integralização do ano letivo de 2011. Será utilizado também todo o mês de janeiro e parte de fevereiro do próximo ano.

O calendário foi montado de modo a manter os feriados dos meses de outubro e novembro, além de uma semana de descanso no fim do ano. Durante a reposição, não haverá aulas nos dias 12 de outubro e 2 e 15 de novembro. Os estudantes também terão recesso de fim de ano, entre o dia 24 de dezembro e o dia 1º de janeiro. O calendário toma como base o dia 19 de setembro como data de reinício das aulas, mas caso alguma escola permaneça paralisada será necessário um reajuste nas datas.

Para que uma escola integralize o ano letivo de 2011, é necessário que sejam cumpridos os 200 dias letivos de aulas previstos na legislação. Um dia só é considerado letivo quando há, em sala, pelo menos 50% dos alunos. Para garantir que a reposição seja feita de forma correta, a Secretaria de Estado de Educação (SEE) vai acompanhar a reposição nas escolas. “Vamos fazer o monitoramento por meio dos inspetores escolares, dos diretores das superintendências regionais de ensino e também pedimos o apoio do Ministério Público e da Associação de Pais”, afirmou a secretária de Estado de Educação, Ana Lúcia Gazzola.

Uberlândia

Nas escolas estaduais que aderiram à greve, a reposição das aulas teve início no dia 3 deste mês. Segundo a superintendente regional de ensino, Joyce Magnini, ainda há professores paralisados, mas a designação continua. “Faltam apenas professores de filosofia e sociologia”.

Comentários

Uma resposta para “Sábados e feriados agora são dias letivos na rede estadual de ensino”

Deixe uma resposta


2 + = nove

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.