Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Cidade e Região

Vigilante é preso com pistola em bar

Segundo legislação, ele não poderia portar a arma fora do expediente

Segundo legislação, ele não poderia portar a arma fora do expediente

Adriano Martins de Lima, 34 anos, vigilante de uma empresa de escolta armada que impediu um assalto a um posto na BR-050 na quarta-feira (23), foi preso na noite deste domingo (24) portando ilegalmente uma pistola calibre 380 em um bar na rua Monteiro Lobato, bairro Minas Gerais, zona norte de Uberlândia.

Segundo boletim da Polícia Militar (PM), pessoas que frequentavam o comércio viram o vigilante com um volume na cintura e ligaram para a corporação. Policiais o detiveram em flagrante.

Do lado de fora do bar, estava outro segurança que o esperava dentro de um carro da empresa, a CTS Vigilância e Segurança, com sede em São Paulo (SP). Dentro do veículo, foram encontrados coletes a prova de balas, um revólver calibre 38 e uma espingarda calibre 12, além de munições para todas as armas. Todo o material foi apreendido.

Na delegacia, Adriano Martins, que é de São José dos Campos (SP), disse que havia parado no bar para comer, beber uma cerveja e jogar sinuca antes de partir para o estado vizinho. “Não queria confusão. Foi uma bobeira minha ficar com a pistola fora do serviço”, disse.

De acordo com a legislação brasileira vigente, armas só podem ser utilizadas por vigilantes se eles estiverem a serviço da empresa. No caso, o vigilante só poderia portá-la caso estivesse escoltando algo.

Empresa

O vigilante Adriano Martins de Lima ajudou na prisão de dois jovens que roubaram um posto de combustíveis localizado no quilômetro 61 da BR-050, sentido Araguari (MG), na quarta-feira (23). Na ocasião, ele e outros seguranças acompanhavam um caminhão carregado de soja, que abastecia no local, quando presenciaram o crime e impediram a fuga dos assaltantes.

Agora, preso por porte ilegal de arma de fogo, Adriano disse à reportagem do CORREIO que já tem advogado, mas que ninguém da empresa havia entrado em contato. A reportagem procurou a administração da CTS, em São Paulo, para saber quais as providências seriam tomadas. Porém, uma funcionária informou que a empresa de segurança não vai se pronunciar sobre o caso.

Comentários

9 respostas para “Vigilante é preso com pistola em bar”

  1. Bem pelo meu ponto de vista esses dois vigilantes nao agirao coretamente tem que ser punidos sim. porte de arma so em serviso quem atua nessa proficao sabi.eu ja atuo na aria de vigilansi a mais de 10 anos.

  2. falo a vcs uma coisa não sei se é verdade mas o dois vigilantes prenderam os bandidos e acionaram a pm estava passando por ali a pf e efetuaram a prisão a pm ficou ferrada de raiva o que fez armou a cilada para os vig e policia fila da kkkkkk

  3. Ê brasil uma vergonha,bandidos tem mais liberdade do que um proficional de segurança,o colega tava errado mas eeses policiais tbm andão com arma sem registro,que da porte ilegal do mesmo geito q moral eles tem,um vigilante fas o bem e é ponido ond vamos parar,é por isso q alei do deputado tem q ser aprovada,o porte para vigilante fora de serviço,nesse pais so bandido tem direito,vergonha senhores autoridades!!!!!!

  4. Caro Daniel.
    Ao ler sua opinião,concordo,muitas vezes vemos esses papa-mike esnobando poderio bélico em publico,qual a origem desse poderio bélico,acredito que seja apreensão não declarada e que é desviado para uso próprio,será que o comando não vê,ou,faz que não,nós vigilantes em poder de uma arma,logo somos fichados na lei do desarmamento e somos penalizados,eles deveriam sofrer essa penalidade,pois a policia tem um numero limitado de munição(carga),para cada policial,o restante é caso de investigação por parte do camando,lógico que em troca de tiros será usada a arma FRIA,onde é difícil saber de onde partiu o disparo como sempre.Aquele Abraço Companheiro.

  5. parem de ficar criticando os vigilantes e começem a falar mal de bandidos sao eles q fasem mal a vcs engraçado q quando acontece auguma coisa com vcs na rua e vcs veim um vigilante ai vcs pedem ajuda e se o vigilante nao ajuda q nao e a sua obrigaçao e sim da pm vcs reclamam vcs terian q se sentir seguro ao ver um vigilante ao seu lado e nao denuncialos eita brasil de gente q nao tem o q faser memo continuem assim colaborando com ladrao

Deixe uma resposta


cinco − 4 =

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.