menu
publicidade
publicidade

Bem Vinho

Viagem à Argentina

Escrevo essa coluna na quarta-feira, dia 11 de fevereiro, e estou nesse momento em Mendoza, a capital argentina do vinho, a mais importante região produtora desse país. Vim ao nosso vizinho a convite do André Rossi, representante no Brasil da Wines of Argentina, órgão responsável pela divulgação do vinho argentino mundo afora. Também vieram nessa viagem os jornalistas Bruno Agostini (“O Globo”) e Marcel Miwa (“Prazeres da Mesa” e caderno “Paladar” do jornal “O Estado de S. Paulo”), ótimos companheiros de viagem.

A programação é intensa, pois são inúmeras visitas e degustações e, ao final do dia, preciso realmente de algumas horas de descanso, porque degustar 30, 50 e até cem vinhos no mesmo dia não é o que se pode chamar de lazer. É trabalho mesmo. Mas, o mais importante é que são dias de muito aprendizado, não só com os vinhos que são provados, mas com as pessoas que conhecemos e informações que elas nos passam.

No dia 6 tivemos um seminário sobre a “Vitivinicultura Argentina”, com Andres Rosberg, presidente da Associação Argentina de Sommeliers e da Alianza Panamericana de Sommeliers. Logo em seguida, a primeira de muitas degustações, com vinhos da El Porvenir de Cafayate, El Esteco e Colomé & Amalaya.

No dia seguinte, tivemos uma agenda mais tranquila e foi possível conhecermos alguns pontos da capital Buenos Aires. Visitamos a loja Lo Joaquin Alberdi, no bairro de Palermo, que encanta a todos os brasileiros que por lá compram seus vinhos, uma experiência de como receber, de como tratar bem o cliente e um atendimento que inspira confiança graças à habilidade de seu proprietário em identificar em cada cliente o seu gosto pessoal. À noite, fui pela primeira vez a um show de tango, simplesmente um evento imperdível!

Na manhã seguinte, fomos para Néuquen, na Patagônia, outra importante região produtora do país, com seus “vinhos do fim do mundo”. Visitamos, à tarde, a bodega Humberto Canale e, no dia seguinte, as vinícolas Familia Schroeder, Bodega del Fin del Mundo e NQN, uma verdadeira maratona de degustações e muito aprendizado.

Na mesma noite, partimos de ônibus para Mendoza, a capital do vinho argentino, a 800 km de Néuquen. Aqui nossa programação é muito intensa também, com visitas e degustações da Proemio Wines, Altocedro, Finca el Origen, Argento, Finca Agostino, Trivento & Tapiz.

Mas, ainda tem muita coisa para contar aqui e nos textos e fotos que publicarei no blog “Vinho para todos”, principalmente sobre os eventos ligados ao Argentina Wine Awards 2015, a maior premiação do vinho do país e que nesse ano tem por tema “As mulheres escolhem os melhores vinhos argentinos”. O júri será composto exclusivamente por mulheres e a presença mais esperada é da jornalista britânica Jancis Robinson, famosa escritora e crítica de vinhos.

Até o próximo domingo!

Tim-tim!

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.