menu
publicidade
publicidade

Colunas

Crônica

RSS
14/08/2016

Passagem

Pois assim, tem cada coisa que acontece em nossas vidas que chegam a dar frio na espinhela. Os ritos de passagem, a ordem do tempo e o jeito que se apresenta é regra na vivência…

07/08/2016

Capotraste

Nossa língua é uma viagem. Já observaram quantas palavras soam como uma coisa e na verdade é outra totalmente diferente? Pensei aqui algumas que sempre me levavam a outro lugar e as compartilho com você, que…

31/07/2016

Quintais

Tenho mania de lua, sempre tive, desde pequeno. Cresci em quintal grande, cresci em vários quintais. Conto. Apesar dos muros que separavam as casas, eles, os muros, não delimitavam espaço para nós. Sempre havia árvore…

24/07/2016

Sinal fechado

“Olá! Como vai?/Eu vou indo. E você, tudo bem?” Oi moça, sumiu! − Nossa quanto tempo, que bom te encontrar. Fazendo compras? −Não, só olhando movimento, cores de vitrinas. Observando gente, pensando na morte da…

17/07/2016

Bezerro

Desespero de fazendeiro, só criava gado à larga, solto no pasto, no mato. Era bicho prá todo lado, embrenhado em grotões onde cavalo nenhum conseguia chegar. Reconto essa história sem tirar nem por. Foi um…

10/07/2016

Moletom

Frio que não quer ir embora força a gente a fazer cada uma! Roupa de frio de ruar (ato de ir para rua, bater pernas, cair no mundo). Frase muitas e muitas vezes gritada por…

03/07/2016

Cometa

Valdelândio, por todos nomeado Vau, era sonhador incorrigível. Vau, por facilidade no chamar, já que seu nome de batismo era difícil de pronunciar, principalmente depois de noitada no boteco da vila. Vau ficou. Não era…

26/06/2016

Clima de sonhos

“Você já foi a Bahia? Não? Então, vá”. Pois então, não é que Dorival Caymmi, propositalmente ou não, vai saber, vendeu e muito bem os encantos das terras que serviram como porta de entrada para…

19/06/2016

Dedo meu

Sou um entusiasta por novas tecnologias, apesar de preferir mato, cachoeiras e bichos a gentes. Mesmo me deixando ficar horas deitado olhando estrelas, a espera de que alguém ou alguma coisa venha me buscar lá…

12/06/2016

Loucos anos

Médico veterinário há mais de 35 anos, turma de 80, aliás, loucos anos 80. Ainda víamos o clima paz e amor dos anos 70, quando um banho de realidade nos foi atirado na face.Em nossas…