menu
publicidade
publicidade

Musicais

Ruy Maurity

“Menina que mora no mato, não tem medo de assombração. Anda sozinha na estrada, levando a sombrinha na mão. Deixa o cabelo no rosto, brinca com quem quer brincar, dá um sorriso pra gente, continua caminhar.”

Este, um dos maiores sucessos do cantor e compositor Ruy Maurity de Paula Afonso, nascido em Paraíba do Sul, Rio de Janeiro, em dezembro de 1949. Sucesso da novela “O casarão” da Rede Globo, em sua versão original, 1976.

Outros grandes sucessos foram cantados pelo musico: “Nem ouro, nem prata”, “Natureza”, “Bananeira Mangará”, “Pelo sinal”, “Lenda de Tucumã” e a mais rodada em todas as emissoras de rádio do Brasil, “Serafim e seus filhos”, de 1971.

Sua mãe foi a primeira violinista a integrar a Orquestra Sinfônica do Teatro Municipal, e seu irmão, o reconhecido pianista Antonio Adolfo. Maurity, aprendeu sozinho a tocar violão. Em 1970 venceu o Festival Universitário do Rio de Janeiro com a música “Dia cinco”, que compôs com Zé Jorge. No mesmo ano, gravou seu primeiro LP, “Este é Rui Maurity”. O disco “Safra 74” teve algumas de suas músicas incluídas nas trilhas sonoras das novelas “Escalada” e “Fogo sobre terra”, da TV Globo. Em 76 e 77, lançou, respectivamente, os LPs “Nem ouro nem prata” e “Ganga Brasil”, que incluiu a gravação do tema principal da novela “Dona Xepa”, da TV Globo. Em 1978 gravou o disco “Bananeira mangará”.

A partir daí, o cantor regionalizou mais e mais o seu canto, buscando peculiaridades e a harmonia musical nas diversas partes do País. Em 1984, gravou “A viola no peito”, com destaque para “Zé Menino”, dele e Zé Jorge. Sua composição “Estradas do interior” foi incluída na trilha sonora da novela “Ana Raio e Zé Trovão” da TV Manchete. Nos anos 1980, realizou inúmeros shows em diferentes cidades brasileiras. No Rio de Janeiro, apresentou-se no Forró Fluminense, em Niterói. Em 1993, a Som Livre lançou o CD “Sucessos”, com músicas de destaque em sua carreira.

Em 1998, lançou pelo selo Artesanal o CD “De coração”, no qual interpretou diversas parcerias com José Jorge, como a música título, “Cabo de guerra” e “Ronca o fole”, além de outras como “Quanto mais você disser”, parceria com Mário Paschoal. Falei de Ruy Maurity, cantor e compositor, dono de voz e poesia raras. Salve a cultura popular!

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.