menu
publicidade
publicidade

Opinião do Leitor

Desorganização generalizada!

Recorro a esse veículo de comunicação, pois é a fórmula mais fácil de chegar ao conhecimento das autoridades e da população a qualidade do atendimento hoje prestado pelo Estado e como se torra o dinheiro do povo!

Nesses dias, necessitei recorrer a alguns Órgãos, visando sanar algumas dificuldades do cotidiano. Percebi que, enquanto, na capital, os serviços foram canalizados na recém-construída Cidade Administrativa, aqui, na segunda cidade do Estado, além de pulverizados, os atendimentos ainda ocorrem da seguinte forma:

– SRE- Secretaria Regional de Educação há um amplo espaço. Área verde, de lazer e garagens à vontade e também servidores, ocupando o espaço físico de quase um quarteirão no bairro Tabajaras.

– IPSEMG – também com ampla área física, em local nobre, conforto, garagem e servidores ociosos à vontade, localizada no bairro Santa Maria em sede talvez própria!

– IEF – Instituto Estadual de Florestas, situado no bairro Cazeca. Faltam servidores, acomodações acanhadas, área física limitada, fez-se a garagem de sala de espera! Um ou dois fiscais para atenderem a várias cidades circunvizinhas e onde falta absolutamente tudo!

– Seplag – situada no bairro Martins. Espaço limitadíssimo, péssimas instalações físicas, local inadequado com escadas com dificuldade de acesso para portadores de limitação física, servidores ociosos, etc.

Assim, observa-se um contraste tremendo entre os citados Órgãos! Aí, fico me perguntando: será que ninguém do Governo atentou para essas distorções? Por que Belo Horizonte centralizou absolutamente tudo e aqui, na segunda Cidade do Estado, a situação é literalmente uma “bagunça” com transtorno e alto custo para a população?! Será que ninguém viu que tudo isso poderia estar centralizado num único local, onde o Estado possui sede própria? Haveria melhoria para a população e ainda com menor custo! Ficam as observações acima e as sugestões! Com a palavra, as autoridades locais que representam o Governo Estadual nesta cidade!

Valter Jorge Fernandes
OAB 61.857/MG
Uberlândia (MG)

GREVE DE MÉDICOS

A greve dos médicos peritos do INSS está chegando aos 100 dias e pode se estender até 2016. E como ficam os milhares de segurados que dependem do dinheiro de benefícios. Por exemplo: auxílio-doença? Greve remunerada, não tem fim. E o projeto de lei que regulamenta o direito de greve do servidor público continua engavetado há mais de 24 anos no Senado!

Edgard Gobbi
Empresário
edgardgobbi@gmail.com

CRUZAMENTO PERIGOSO

O problema maior referente a visualização naquele local é que, desde que o MadreCor passou a cobrar estacionamento, os carros param em todos os lados, atrapalhando a visualização, juntando também o mato do canteiro central e a poda nas árvores que não são feitas. Conheço bem esse lugar, pois, além de morar do lado, passo nessa rua, no mínimo, seis vezes por dia.

Adriana Silvério 
Via Correio Online

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.