menu
publicidade
publicidade

Entretenimento

Em Uberlândia, exposição “Anos 80” propõe tour com brinquedos

Videogame? Atari. Boneca? Fofolete. Boneco? Playmobil. Jogo? Comandos em Ação. Música? Dance. Uma viagem pelos anos 1980 é o que propõe a exposição “Anos 80”, que leva, ao saguão do shopping Via Centro, pelo menos 50 itens do acervo do clube Máquina Pop, além de uma coleção de videoclipes, comerciais e filmes do período, quando foi forjada a cultura pop. A mostra fica em cartaz até o dia 15 de agosto.

Origem do mundo tecnológico e fluido que temos atualmente, a década de 1980 marca o suposto fim da idade industrial e o início da idade da informação. Foi durante o período que surgiram os antepassados dos equipamentos e fenômenos que, hoje, estão totalmente integrados ao cotidiano das pessoas – videogame, videocassete, walkman, música eletrônica e computador.

Os curadores Leandro Borges e Giulliano Lazzarini “brincam” entre os brinquedos da exposição, em cartaz até 15 de agosto (Foto: Cleiton Borges)

Os curadores Leandro Borges e Giulliano Lazzarini “brincam” entre os brinquedos da exposição, em cartaz até 15 de agosto (Foto: Cleiton Borges)

“É muito bacana observar a reação das diferentes gerações aos estímulos da mostra. Pessoas com cerca de 35 anos, que viveram o período, saem emocionadas do tour. Já os mais novos ficam encantados com os brinquedos e chocados com as tecnologias do passado”, diz Giulliano Lazzarini, curador e guia da exposição.

Segundo Lazzarini, o grande objetivo da iniciativa foi atingido: proporcionar um pretexto para que pais e filhos compartilhem histórias e risadas. A mostra é uma iniciativa de Lazzarini e Leandro Cesário Borges, uberlandenses apaixonados pelos anos 1980 e fundadores do clube Máquina Pop. Dedicados a administrar um acervo com mais de 150 ícones do período, os amigos também promovem videocasts e festas temáticas.

“Nosso propósito sempre foi compartilhar com as pessoas tanto os itens do acervo, que conta com a contribuição de inúmeros doadores, quanto nossos conhecimentos”, diz Lazzarini.

Fundação

Apaixonados pelos anos 1980, Leandro Cesário Borges e Giulliano Lazzarini se uniram a outros dois amigos para iniciar a constituição do clube Máquina Pop, em meados de 2012. “Em todo lugar que íamos, só falávamos de uma coisa: a década de 1980. Não tínhamos outro assunto mesmo. Então, começamos a gravar nossas conversas e a divulgá-las por meio de videocasts”, diz Lazzarini.

A partir daí, uma campanha para a arrecadação de objetos datados motivou seguidores do canal a doar objetos que remetiam ao período para que fossem compartilhados com outras pessoas. A ação enriqueceu o acervo pessoal dos membros do clube e originou o clube Máquina Pop, em 2013, que conta com mais de 150 ícones dos anos 1980, além de pequenos objetos e arquivo musical ainda não catalogados.

No ano passado, foi lançada a festa Máquina Pop, com músicas dos anos 80. No encerramento da primeira exposição do Máquina Pop, Borges e Lazzarini devem promover mais uma edição da “reunião de saudosistas”, como os fundadores chamam a festa. “Além da decoração, colocamos fliperamas para o pessoal brincar à vontade e convidamos DJs e uma banda de flash-back para animar a festa”, afirma Lazzarini.

Serviço

A exposição “Anos 80” fica em cartaz até o dia 15 de agosto, no Via Centro Shopping: avenida Afonso Pena, 1.177, Centro. Visitação de segunda-feira a sábado, das 11h às 20h. Entrada franca. Interessados em fazer doações ao clube Máquina Pop devem entrar em contato via email contato@maquinapop.com.br. Informações: 3210-1174.

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.