menu
publicidade
publicidade

Entretenimento

Histórias em quadrinhos da África são destaque em exposição no Sesc

A produção de histórias em quadrinhos é uma forma de arte que acaba contribuindo para a cultura de uma nação. E foi na África que a pesquisadora de cultura africana Violeta Sophie e o pesquisador de histórias em quadrinhos e cinema de Ação Francisco de Assis buscaram inspiração para um novo trabalho.

A exposição “África Quadrinhos” é o resultado parcial de uma investigação sobre a produção contemporânea das famosas HQs no continente. Para isso, foram selecionados trabalhos de oito autores africanos de seis diferentes países.

A exposição “África Quadrinhos” fica em cartaz até 13 de dezembro (Foto: Divulgação)

A exposição “África Quadrinhos” fica em cartaz até 13 de dezembro (Foto: Divulgação)

Segundo Sophie e Assis, esse recorte mostra a grande diversidade gráfica e temática da produção de HQs no continente. Os trabalhos, que estão expostos no Sesc de Uberlândia, que abre inclusive nos finais de semana.

Os artista contemplados são: Benjamin Kouadio e Koffi Roger Nguessan (Costa do Marfim), Didier Kassaï (República Centro-africana), Fati Kabuika e Serge Diantantu (República Democrática do Congo), Jussie Nsana (Congo), Massiré Tounkara (Mali) e Nabaloum Boureima (Burkina Faso).
Os idealizadores esperam realizar outras exposições e, se possível, uma publicação com a continuidade do trabalho de pesquisa.

Serviço

A exposição “África Quadrinhos” fica em cartaz até 13 de dezembro na galeria do Sesc Uberlândia (rua Benjamim Constant 844), de segunda a sexta-feira das 8h às 21h e sábados e domingos das 8 às 14h. Entrada franca. Mais informações: 3304-1215.

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.