menu
publicidade
publicidade

Entretenimento

No 7º Cafetel Literário o foco será o universo infantil e lançamentos

A mistura é convidativa. Primeiro, a protagonista da noite, a literatura, e como acompanhamento música e exposição de desenhos. Para fazer jus ao nome, ainda tem café, pão de queijo, chás, sucos e salgadinhos. No 7º Cafetel Literário o foco será o universo infantil, com o lançamento das obras “O pássaro e a lua” e “O menino magro”, de Ricardo Masson, vindo de Itumbiara (GO).

Ideia de Rogers Silva é promover a interação entre escritores e leitores durante as reuniões que começaram no ano passado

O evento, que acontece nesta sexta-feira (25), às 19h, no Armazém Literário, segundo o escritor goiano é uma ponte para que as obras alcancem outras cidades além da região onde mora. “Esse tipo de evento é raro. Precisava de mais divulgação e apoio do Governo para acontecer com mis frequência e em mais regiões”, afirmou Masson que também é publicitário.

Mas enquanto esse apoio político não vem, o criador do Cafetel, Rogers Silva, conta com a ajuda de quem, assim como ele, ama e acredita na literatura. A ideia, segundo Silva, doutorando em literatura pela Universidade Estadual Paulista (Unesp), começou despretensiosa no ano passado em uma cafeteria da cidade e a cada edição ganhou novos seguidores, ao ponto de ter que mudar para um espaço maior. “A ideia é que as pessoas interajam, tragam livros, troquem informações. Acho que o evento está cumprindo bem esse objetivo”, disse o especialista.

E o espaço não é só para quem se dedica à escrita. Ainda de acordo com o organizador, os cafetéis têm recebido jornalistas, artistas plásticos, músicos e outras profissionais de diferentes áreas.

Para “embonitar” ainda mais o evento, como disse Rogers Silva, haverá o show de Kainã Bragiola e pela primeira vez uma exposição de artes. As digigrafias (desenho em nanquim) de Chris Alcântara formam a mostra “TantCoelho”, com o tema coelhos.

SERVIÇO
Sexta-feira (25), às 19h, acontece o 7º Cafetel, no Armazém Literário: rua Teixeira de Santana, 54, bairro Fundinho. A entrada é franca.

Programação

Apresentação musical com Kainã Bragiola
Leituras sobre aventuras, pássaros e luas, por Lídia Martins
Mostra de Digigrafias “Tant Coelho” da artista Chris Alcântara
Lançamento dos livros “O pássaro e a lua” e “O menino magro”, de Ricardo Masson
Sessão de autógrafos com o escritor Ricardo Masson
Cafetel, com café, pão de queijo, chás, sucos e salgadinhos
Leituras, declamações e performances abertas ao público

Novos lançamentos de escritores uberlandenses estão previstos

Cinco meses depois de lançar o primeiro livro, “Manicômio”, Rogers Silva não é o único em Uberlândia que alcançou o sonho de ver a obra publicada. Só em 2012, cerca de 10 livros de colegas escritores da cidade foram para a prateleira da casa de Silva. “Está bem rico. E agora para esse ano, eu já sei de umas cinco pessoas que vão lançar livros”, disse o especialista em literatura.

Mesmo tão ativos, Silva acredita que os escritores ainda pecam na divulgação do material que acaba não chegando ao conhecimento do público e possíveis interessados. “Muitos até ficam sabendo dos lançamentos, mas não vão porque não gostam. Mas tem gente que gosta. Como eu também fiz administração, sei da importância do diálogo com o público”, disse Silva.

É a mesma preocupação de Ricardo Masson, formado em publicidade, que por meio da internet conseguiu contato com a organização do Cafetel Literário para divulgar os dois livros lançados em 2010 e 2011 e vir divulgar o trabalho pela primeira vez em Uberlândia.

“Uberlândia é bem posicionada dentro do país. E o evento ainda vai ser em uma livraria, um ambiente adequado para conhecer novas pessoas da área”, disse Masson.

 

Comentários

Deixe uma resposta

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.