Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Entretenimento

Patrícia Poeta assume lugar de Fátima Bernardes no JN

Patrícia Poeta assumirá o lugar de Fátima Bernardes no JN

A Rede Globo anunciou nesta quinta-feira (1) mudanças em sua grade de apresentadores. A partir da próxima semana, o “Jornal Nacional” terá Patrícia Poeta na bancada ao lado de William Bonner, substituindo Fátima Bernardes, que passa a se dedicar a um novo projeto com estreia prevista para 2012. “O que eu posso adiantar é que eu continuarei com funções jornalísticas. Esse programa não é parecido com nenhum outro que está no ar. É um sonho antigo que eu vinha amadurecendo. Este ano, em abril, entreguei um resumo do que eu queria fazer e fiquei muito feliz quando soube que o projeto foi aprovado”, disse Fátima Bernardes.

Na segunda-feira (5), Fátima Bernardes apresentará pela última vez o “Jornal Nacional”. No final da edição especial do programa, Patrícia Poeta será chamada à bancada por Fátima e William Bonner, editor-chefe e apresentador. Além de assumir a apresentação do telejornal, Patrícia Poeta substituirá Fátima Bernardes como editora-executiva. “O ‘Jornal Nacional’ é um programa que faz parte da vida dos brasileiros há quatro décadas. Todas as mudanças por que passou nesse período foram em sintonia com o público. Por isso, o jornal não muda – até porque o perfil da sucessora da Fátima está perfeitamente alinhado com as qualidades que se exigem de quem ocupa um lugar na bancada”, disse William Bonner.

No domingo (4), Patrícia vai apresentar o “Fantástico”. A passagem de bastão acontecerá no domingo seguinte (11), quando ela e Zeca Camargo darão as boas vindas à jornalista Renata Ceribelli, que já apresenta ocasionalmente o programa.

Comentários

Uma resposta para “Patrícia Poeta assume lugar de Fátima Bernardes no JN”

Deixe uma resposta


dois + 5 =

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.