Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Esportes

Cruzeiro perde para o Ponte Preta em Belo Horizonte

Com o resultado, o Cruzeiro estaciona na classificação, em oitavo lugar

A Ponte Preta venceu o Cruzeiro fora de casa por 2 a 1, neste domingo (5), e quebrou uma sequência de resultados ruins no Campeonato Brasileiro.

A equipe paulista, que tinha feito apenas um ponto nos últimos quatro jogos, contou hoje com o irregular Cruzeiro para alcançar a nona posição, empurrando o Corinthians para baixo na tabela.

Com a derrota, que fez o time sair vaiado do estádio Independência, o Cruzeiro estaciona na classificação, em oitavo lugar.

A Ponte dominou o jogo com muita autoridade, especialmente no primeiro tempo.

Com Montillo aberto pelas pontas, o Cruzeiro não tinha seu principal articulador de jogadas. A equipe mineira se resumia a cruzamentos na área, mas nem mesmo assim ameaçava os campineiros.

O time paulista aproveitou para tocar a bola e colocá-la no chão, gerando diversos lances perigosos em contra-ataque.

No melhor deles, aos 17min, Rildo roubou bola no meio, tocou com Marcinho que lançou Cicinho. O lateral dominou livre, invadiu a área e bateu com categoria para tirar de Fábio, abrindo o placar.
Na sequência, aos 34min, Marcinho desperdiçou outra boa chance –também livre, de frente para o gol, ele chutou rasteiro no canto esquerdo de Fábio e perdeu.

No final da etapa, porém, o Cruzeiro empatou. Montillo arrancou pela esquerda, rolou para Tinga, que furou, e Borges aproveitou para, sozinho, empatar.

Logo no início do segundo tempo, aos 2min, Marcinho se redimiu do gol perdido anteriormente.
Em ótima cobrança de falta de longa distância, ele fez o segundo da Ponte. A bola quicou à frente de Fábio, impedindo que o goleiro defendesse.

Os cruzeirenses tentaram bombardear a área dos pontepretanos, mas de nada adiantou.

A zaga e o goleiro Roberto afastaram a maior parte dos cruzamentos sem sofrer sustos. Pouco inspirado mesmo após Celso Roth colocar Wellington Paulista e Souza em campo, o Cruzeiro não conseguiu empatar. A torcida mineira vaiou muito a equipe, em especial o volante Charles. Já os jogadores pontepretanos se reuniram com o técnico Gilson Kleina e vibraram no gramado ao final do jogo.

CRUZEIRO
Fábio; Ceará (Souza), Léo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Charles, Tinga (Marcelo Oliveira) e Montillo; Wallyson (Wellington Paulista) e Borges. Técnico: Celso Roth

PONTE PRETA
Roberto; Gerônimo, Gustavo, Tiago Alves e Uendel; Baraka, Somália (Renê Júnior), Cicinho e Marcinho (Caio); Rildo (Diego Sacoman) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Público e renda: 15.103 pessoas e R$ 393.565,
Cartões amarelos: Ceará, Léo, Leandro Guerreiro e Wellington Paulista (C); Tiago Alves, Rildo, Roberto e Roger (PON)
Gols: Cicinho, aos 18min, e Borges, aos 47min do primeiro tempo; Marcinho, aos 2min do segundo tempo

Comentários

2 respostas para “Cruzeiro perde para o Ponte Preta em Belo Horizonte”

  1. Como diz nossos colegas triangulinos aqui:

    ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah
    ehehehehehehehhehe

    QUERO VER ESSES TIMECOS DE TORCIDA SÓ DE BH NA TERCEIRA DIVISÃO …….EHEHEHHEHEHEHE

Deixe uma resposta


cinco − 1 =

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.