Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Esportes

Cruzeiro perde para o Ponte Preta em Belo Horizonte

Com o resultado, o Cruzeiro estaciona na classificação, em oitavo lugar

A Ponte Preta venceu o Cruzeiro fora de casa por 2 a 1, neste domingo (5), e quebrou uma sequência de resultados ruins no Campeonato Brasileiro.

A equipe paulista, que tinha feito apenas um ponto nos últimos quatro jogos, contou hoje com o irregular Cruzeiro para alcançar a nona posição, empurrando o Corinthians para baixo na tabela.

Com a derrota, que fez o time sair vaiado do estádio Independência, o Cruzeiro estaciona na classificação, em oitavo lugar.

A Ponte dominou o jogo com muita autoridade, especialmente no primeiro tempo.

Com Montillo aberto pelas pontas, o Cruzeiro não tinha seu principal articulador de jogadas. A equipe mineira se resumia a cruzamentos na área, mas nem mesmo assim ameaçava os campineiros.

O time paulista aproveitou para tocar a bola e colocá-la no chão, gerando diversos lances perigosos em contra-ataque.

No melhor deles, aos 17min, Rildo roubou bola no meio, tocou com Marcinho que lançou Cicinho. O lateral dominou livre, invadiu a área e bateu com categoria para tirar de Fábio, abrindo o placar.
Na sequência, aos 34min, Marcinho desperdiçou outra boa chance –também livre, de frente para o gol, ele chutou rasteiro no canto esquerdo de Fábio e perdeu.

No final da etapa, porém, o Cruzeiro empatou. Montillo arrancou pela esquerda, rolou para Tinga, que furou, e Borges aproveitou para, sozinho, empatar.

Logo no início do segundo tempo, aos 2min, Marcinho se redimiu do gol perdido anteriormente.
Em ótima cobrança de falta de longa distância, ele fez o segundo da Ponte. A bola quicou à frente de Fábio, impedindo que o goleiro defendesse.

Os cruzeirenses tentaram bombardear a área dos pontepretanos, mas de nada adiantou.

A zaga e o goleiro Roberto afastaram a maior parte dos cruzamentos sem sofrer sustos. Pouco inspirado mesmo após Celso Roth colocar Wellington Paulista e Souza em campo, o Cruzeiro não conseguiu empatar. A torcida mineira vaiou muito a equipe, em especial o volante Charles. Já os jogadores pontepretanos se reuniram com o técnico Gilson Kleina e vibraram no gramado ao final do jogo.

CRUZEIRO
Fábio; Ceará (Souza), Léo, Victorino e Diego Renan; Leandro Guerreiro, Charles, Tinga (Marcelo Oliveira) e Montillo; Wallyson (Wellington Paulista) e Borges. Técnico: Celso Roth

PONTE PRETA
Roberto; Gerônimo, Gustavo, Tiago Alves e Uendel; Baraka, Somália (Renê Júnior), Cicinho e Marcinho (Caio); Rildo (Diego Sacoman) e Roger. Técnico: Gilson Kleina.
Local: estádio Independência, em Belo Horizonte (MG)
Árbitro: Edivaldo Elias da Silva (PR)
Auxiliares: Rodrigo Pereira Joia (RJ) e Ivan Carlos Bohn (PR)
Público e renda: 15.103 pessoas e R$ 393.565,
Cartões amarelos: Ceará, Léo, Leandro Guerreiro e Wellington Paulista (C); Tiago Alves, Rildo, Roberto e Roger (PON)
Gols: Cicinho, aos 18min, e Borges, aos 47min do primeiro tempo; Marcinho, aos 2min do segundo tempo

Comentários

2 Responses to “Cruzeiro perde para o Ponte Preta em Belo Horizonte”

  1. Como diz nossos colegas triangulinos aqui:

    ahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahahah
    ehehehehehehehhehe

    QUERO VER ESSES TIMECOS DE TORCIDA SÓ DE BH NA TERCEIRA DIVISÃO …….EHEHEHHEHEHEHE

Deixe uma resposta


Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.