Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Esportes

Decisão do Campeonato Amador reedita a grande final de 2006

Quando Tocantins e Guará entrarem no gramado do Estádio Airton Borges, na manhã do próximo domingo, mais uma vez, será colocada à prova uma das maiores rivalidades da atualidade na Primeira Divisão do Campeonato Amador da Liga Uberlandense de Futebol (LUF). Em 2012, os dois clubes estão reeditando a final de 2006, quando o Toca levou a melhor e se sagrou campeão. Na ocasião, o Guará, que tinha a vantagem de jogar por dois empates ou uma vitória e uma derrota pelo mesmo placar, venceu o primeiro confronto por 3 a 1, mas na última partida foi surpreendido pelo Tocantins, que venceu por 4 a 1.

No último domingo, pelo primeiro duelo da decisão, o Toca venceu por 2 a 1, invertendo a vantagem a seu favor e jogará por um empate no próximo domingo para conquistar o bicampeonato. Segundo o técnico do Guará, Celisvaldo Silva, o Pezão, nada está decidido. “Da mesma forma que eles se superaram em 2006, nós também podemos. Acho que o título está em aberto e a responsabilidade maior continua com o Tocantins porque tem um time mais experiente”, disse Pezão.

Para o presidente do Tocantins, Wellington Bocão, o Tocantins não pode querer jogar segurando o empate. “Acho que o time do Guará é muito rápido. Se ficarmos somente nos defendendo, fatalmente levaremos o gol. Acho que essa é o maior clássico na atualidade do Campeonato Amador. Será uma final fantástica”, disse Bocão.

Comentários

Deixe uma resposta


Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.