Assine o CORREIO
menu
publicidade
publicidade

Esportes

Seleção masculina de vôlei já pensa na Copa do Mundo e Olimpíadas

Equipe de Bernardinho ficou com a prata na Liga Mundial de Vôlei

 Após conquistar a medalha de prata na Liga Mundial de Vôlei 2011, a seleção brasileira já traça seu planejamento para a sequência da temporada. A delegação chegou ao Brasil na manhã desta terça-feira (12), no Aeroporto de Guarulhos.

Os jogadores serão liberados e se reapresentarão à seleção, no Aryzão, em Saquarema (RJ), no início de agosto. A partir daí, o foco será no Campeonato Sul-Americano, que acontecerá no Brasil, no mês de setembro, e na Copa do Mundo, de 20 de novembro a quatro de dezembro, no Japão, torneio que classificará três seleções para as Olimpíadas de Londres.

“Vamos trabalhar primeiro para o Sul-Americano, onde queremos garantir uma vaga na Copa do Mundo. Lá, vamos batalhar para garantir a classificação olímpica”, disse o capitão Giba.

De acordo com o ponteiro Murilo, a preparação nesta temporada tem como objetivo garantir o quanto antes uma vaga olímpica.

“Nossa competição mais importante em 2011 é a Copa do Mundo. Queremos garantir logo nossa vaga em Londres e vamos retomar o trabalho pensando nisso. Espero reencontrar a Rússia na final no Japão e tomara que possamos ganhar deles lá”, afirmou.

Para o técnico Bernardinho, a derrota na final da Liga Mundial pode reduzir a pressão sobre a equipe nas próximas competições.

“Carregamos por muito tempo o rótulo de melhor time do mundo. Pode ser que agora com o título da Rússia possamos tirar um pouco deste peso e retomar o trabalho sem a expectativa de vencer sempre para seguirmos entre as melhores seleções do mundo”, disse o treinador.

Comentários

Deixe uma resposta


− oito = 1

Ao enviar suas informações de registro, você indica que concorda com os Termos do serviço e leu e entendeu a Política de Privacidade do site do Correio de Uberlândia. Só serão liberados comentários cujos autores estejam identificados por nome e sobrenomes e que não contenham expressões chulas e/ou palavras de baixo calão.

Em função do período de campanha eleitoral e em atenção à legislação vigente, o CORREIO de Uberlândia se reserva o direito de não publicar comentários com viés político/eleitoral direta ou indiretamente direcionados aos partidos, agentes políticos, candidatos ou não, tanto na versão impressa quanto na internet.